sentadossss

Sabia que …

Estar sentado pode anular os benefícios do exercício físico.

A maioria de nós sabe que precisamos ser mais ativo fisicamente. Só 36% da população portuguesa faz exercício físico (ler mais).

De acordo com um novo relatório publicado no Annals of Internal Medicine. Os benefícios do exercício podem ser anulados se você também passar a maior parte do resto de seu dia sentado.

Dr. David Alter, especialista em coração, da Universidade de Toronto e cientista sênior do Instituto de Reabilitação de Toronto, descobriu que estar sentado muito tempo, mesmo entre as pessoas que se exercitam regularmente, leva a maiores taxas de hospitalização, doenças cardíacas e cancro, assim como a morte precoce. Os investigadores analisaram 47 estudos onde perguntaram às pessoas quanto tempo passavam sentados e a fazer exercício, bem como taxas de doenças cardíacas, diabetes, cancro e morte por qualquer causa. Quanto mais tempo as pessoas passavam com um estilo de vida sedentário -como assistir TV ou deitados num sofá -maior o risco de todos esses resultados negativos. Pessoas com excesso de peso que se sentam muito apresentaram um risco 90% maior de desenvolver diabetes do que aqueles que se sentaram menos, uma chance de 18% maior de morrer de doenças cardíacas ou cancro, e 24% mais chances de morrer de qualquer causa. Essas taxas foram a média entre as pessoas que fazem exercício regularmente e aqueles que não o fazem exercício regularmente.

Fazer apenas exercício não chega, é necessário ter hábitos de vida saudáveis.

Texto de João Martins

joao martins personal trainer

Mesmo quem faz treino intenso, precisa de uma dieta adequada.

Muitas pessoas acham que por treinarem muito, e fazerem treinos intensos podem comer o que quiserem, independentemente do seu objetivo não ser emagrecer. Isso não funciona bem assim. Cada dieta deve estar adequada aos objetivos, ao tipo de vida e ao tipo de treino. Uma dieta não adequada ao nosso tipo de treino, pode ter más consequências.

Nós devemos adequar a nossa dieta porque:

Nos não somos atletas profissionais;

A maioria dos atletas profissionais tem uma dieta hipercalórica, pois a energia que gastam no dia a dia devido aos seus treinos e à massa muscular é muita. Por exemplo o Michael Phelps ingeria 12000 calorias por dia; como nós não somos atletas profissionais devemos ingerir a quantidade de calorias que o nosso organismo precisa no dia a dia e lembre-se, cada pessoa é uma pessoa, logo a dieta de um, nem sempre é a ideal para o outro.

Não irá conseguir atingir o seu pico de forma, se você tiver a ingerir os alimentos errados;

O facto de os hidratos de carbono (açúcar) serem a nossa fonte de energia, não quer dizer que tenhamos que nos encher de HC para ter mais energia, pois o excesso de HC vai fazer-nos acumular mais gordura. O excesso de gorduras também não nos irá fazer muito bem, pois estudos indicam que uma alimentação excessiva em gorduras irá provocar problemas de sono, e o descanso é essencial, senão conseguimos descansar bem, ficamos com pouca capacidade de produzir força. É necessário uma combinação de proteínas e HC para recuperar do treino, bem como HC antes do treino (HC são a energia preferencial para os músculos e a mente).

De uma forma geral, o essencial é obter na sua dieta 40% de calorias vindas dos HC, 30% vindas da proteína e 30% de gorduras (preferencialmente gorduras insaturadas).

Não terá energia suficiente para treinar se reduzir muito a ingestão de calorias;

Uma dieta demasiado restritiva para pessoas que fazem exercício físico intenso, pode deixá-las sem energia e isso pode provocar perda de massa muscular. Se não obtivermos a quantidade essencial de gordura, proteína e HC pode deixar-nos incapacitados de produzir energia e de aumentar a massa muscular, pois reduz os níveis de algumas hormonas como a insulina e a testosterona (bastante importantes na construção de massa muscular)

Pode ficar doente ou lesionar-se;

Uma dieta baixa em HC e gorduras pode ter impacto ao nível do cérebro e em doenças relacionadas com o coração. Uma dieta baixa em HC pode levá-lo a uma deficiência ao nível dos micronutrientes e aumentar a inflamação do corpo, deixando- o mais suscetível a lesões. Estudos descobriram que dietas baixas em gorduras boas, aumentam o risco de lesões de sobrecarga (como fraturas e tendinites) não permitindo que o nosso corpo se proteja ou se mantenha saudável. Uma dieta baixa em gorduras boas em conjunto com exercícios intensos, pode baixar o sistema imunitário do nosso corpo.

“Lembre-se que o exercício sustenta a perda de peso, mas uma dieta saudável é o que o impulsiona”

Texto de João Martins

1411396530524_wps_37_image001_png

Sabia Que…

Há pessoas que talvez o estejam fazendo você engordar.

Pesquisas demonstram que comer com outra pessoa aumenta em 33% a ingestão de calorias. Então como conseguir comer com companhia sem ingerir mais calorias.

Se o seu parceiro tiver excesso de peso ou for obeso, a sua possibilidade de se tornar obeso é de 37%. Para evitar esta possibilidade você pode, ter um armário próprio onde guarda a sua comida, para evitar ter a tentação de comer, a comida pouco saudável do seu parceiro. Outra dica, em vez de colocar toda a comida na mesa, sirva logo os pratos na cozinha, diminui a tentação e querer repetir o prato.

Estudos comprovam que mães com filhos ingerem mais 400kcal diárias que mulheres sem filhos. Quando é hora do lanche dos filhos tenha sempre uns frutos secos ao pé, para não ter a tentação de comer o mesmo que eles. Na altura das refeições, coma o mesmo que eles mas altere o acompanhamento, opte por legumes em vez de massas ou arroz.

A sua possibilidade de se tornar obeso aumenta 57% caso o seu melhor amigo seja obeso ou tenha excesso de peso. Caso você vá almoçar ou fazer uma refeição com o seu amigo, seja você a decidir o ugar, e opte por um lugar onde você possa fazer uma escolha saudável, pode ser que ele imite e você para além de comer bem ajuda o seu amigo.

Colegas de trabalho podem prejudicar a sua dieta. De acordo com um estudo da universidade da Georgia, um jantar de grupo com 6 ou 7 pessoas você vai ingerir 96% mais calorias que o normal. A melhor arma nesse caso, “estudar” o menu antecipadamente e ver quais as melhores escolhas.

As vezes as nossas escolhas influenciam as escolhas dos outros, um estudo da universidade do Arizona, demonstrou que a maioria dos amigos são “macaco vê macaco faz”, ou seja, assuma a liderança sobre a sua alimentação e é provável que o seu amigo siga o exemplo.

Eu sou assim.

Texto de João Martins

tumblr_static_tumblr_mikl44ucbp1rxlj8po1_500

Artigo opinião

Respostas a quem quer quebrar a sua alimentação e hábitos de vida saudável.

Quando você é espicaçado por causa da sua alimentação ou dos seus hábitos saudáveis, não responda de forma bruta e zangada.

A pressão do dia a dia, e da opinião das pessoas em nosso redor é muito grande e as vezes esquecemo-nos que somos nós os responsáveis pelas nossas decisões, pois somos nos que lidamos com os resultados das nossas escolhas.

Muitas vezes as pessoas criticam os nossos hábitos saudáveis, porque se sentem ameaçados ou muitas vezes por ciúme, e a nossa melhor resposta é não tentar dissuadi-los da opinião deles, nem argumentar ou criar tema de discussão, a nossa alimentação.

Em seguida algumas das frases que mais ouvimos e às vezes não sabemos responder ou arrependemos daquilo que responde-mos.

-Frases relacionadas com opções de comida:

“ não gostas desta carne, como é possível”, “sabes que necessitas de proteína, tens que comer carne”. Em vez de explicar que há outras fontes de proteína, e de alguns dos malefícios da ingestão excessiva da carne, você pode responder apenas e só “o meu hambúrguer vegetariano é espetacular, devias experimentar, acho que ias gostar”. Assim a pessoa fica sem argumento, pois você não contra argumentou o que ele disse, não há discussão e ele fica sem saber o que responder.

- Frases relacionadas com o seu aspeto:

“Não comas não, qualquer dia cais para ao lado”, estás tão magro, quanto é que pesas”, “já paravas de treinar, qualquer dia desapareces”. Mais uma vez não vamos entrar em confronto e podemos deixar uma mensagem no ar “Obrigado por estares preocupado com a minha saúde, mas não precisas de te preocupar, o meu médico disse que estou muito bem, e para continuar os meus hábitos alimentares saudáveis e de exercício” . Quando relacionado apenas com a frequência o ginásio podemos responder “ deixar o ginásio sinto-me cada vez melhor e com mais energia desde que tenho ido ao ginásio regularmente”. Mais uma vez deixamos uma mensagem no ar.

- Frases relacionadas com sobremesas:

“uma vez podes deixar de ser saudável?”, “dividimos a sobremesa, assim dividimos as calorias”. Facilmente você responde, “estou muito cheio, obrigado fica para a próxima”. Se for à hora de almoço, está frase também fica bem “tenho um ótimo jantar programado esta noite, não me quero encher ao almoço, para ter espaço para o jantar”.

Frases relacionadas com bebidas alcoólicas :

vá-la, só uma bebida, não te vai fazer mal”, “agora também és anti álcool”. A melhor resposta “ não, assim eu levo o carro e vocês podem beber a vontade”. Caso haja outra pessoa que já se tenha oferecido para levar o carro pode sempre dizer “não me sinto muito bem hoje, fica para a próxima”.

As pessoas provavelmente até podem não dizer estas frases por mal, mas custa-nos as vezes ouvir (principalmente quando repetidas vezes sem conta) e a melhor forma de responder é não confrontar, nem fazer o mesmo que eles nos tentam fazer, ou seja, tentar mudar a alimentação deles e os seus hábitos de vida.

Texto João Martins

 

 

 

 

 

Não-desista-do-seu-treino-mesmo-durante-o-inverno

Durante o Inverno é mais difícil manter o peso

O inverno e o frio chegaram e normalmente o aumento de peso vem junto.

Segundo Lawrence J. Cheskin, MD, fundador e diretor do Johns Hopkins Weight Management Center, alguns estudos comprovam que o aumento de peso nesta época varia de pessoa para pessoa, mas a média fica-se entre os 5 a 7 quilos de ganho de peso.

A boa notícia é que o escuro e o frio não são os responsáveis por esse aumento, mas sim nós. Normalmente, no Inverno, as pessoas sentem mais fome (ou apetite), e têm menos motivação para treinar. Também usam mais roupa , o que disfarça mais o excesso de gordura.

Durante o inverno o nosso corpo gasta mais energia pois tem que o manter quente (aumento de cerca de 10 a 15% do gasto calórico). Então porque aumentamos de peso se gastamos mais energia? Devido às nossas escolhas alimentares, optamos no inverno, normalmente, por comidas mais gordurosas e com mais açúcar.

Algumas dicas para não aumentar de peso no Inverno :

  • Consuma alimentos ricos em fibras, proteína e hidratos carbono complexos (pão/tostas integrais, arroz, massa integral, leguminosas), pois vão manter a saciedade e ajudar a aumentar os níveis de serotonina;
  • Consuma alimentos ricos em ómega3 como nozes, peixes gordos, sementes de chia, linhaça, que ajudam a combater estados depressivos (aparecem muito devido à pouca luz do sol, que reduz a produção de serotonina).
  • Aumente a prática de exercício físico (caminhar, correr, andar de bicicleta, etc.). Fazer exercício físico no inverno é a chave para manter o peso durante esta estação do ano.
  • Tenha sempre um copo de água ou chá à mão. Um estudo diz que 75% dos norte americanos  confundem desidratação com fome. A pouca ingestão de água pode levar a problemas de saúde tais como dor nas articulações e ganho de peso, a dores de cabeça, úlceras, hipertensão arterial e doença renal.
  • Modere o consumo de bebidas alcoólicas. Lembre-se que elas são fontes de calorias vazias, ou seja, fornecem calorias ao seu organismo sem nenhum nutriente.
  • Fracione a sua alimentação: alimente-se a cada 3 horas de forma moderada (consumindo quantidades pequenas). Nos lanches, nunca esquecer de incluir proteína, pelo menos 10gr.
  • Beba muita água, mesmo que não tenha sede.
  • Nunca vá para uma festa com fome; antes da festa coma frutas, ou vegetais ricos em fibra, porque assim vai conseguir reduzir o seu desejo por comida. Os estudos sugerem que quando comemos fora de casa podemos ingerir 40% mais calorias do que de outra forma.

Devemos ter uma alimentação equilibrada e praticar atividade física todo o ano, e não só perto do verão quando as roupas destapam mais o nosso corpo.

Seja Saudável o ano todo, o seu corpo agradece.

Texto de João Martins

circuito

Os benefícios do exercício físico

O exercício físico regular é um benefício muito importante para a saúde de todos nós, seja novo ou velho, criança ou adulto, homem ou mulher, doente ou saudável.

O exercício físico é muito importante e pode ajudar a:

1)    Controlar o peso corporal: Se o objetivo é ter, ou manter um peso saudável, tanto a dieta como o exercício físico desempenham um papel importante no controle do seu peso. Ganha-se peso quando as calorias que queimamos, incluindo aquelas que queimamos durante o exercício físico, são menores do que as calorias que ingerimos. Os principais benefícios do exercícios no controle do peso são promover o uso da gordura como fonte de energia, uma vez que o exercício faz aumentar a massa muscular que por si aumenta o gasto calórico diário. Fonte: Center For Disease Control and Prevention

2)    Reduzir o risco de doenças cardiovasculares: Doenças cardiovasculares matam 40 mil por ano Representa um terço do total de mortes em Portugal. O exercício físico regular diminuiu a pressão arterial, protege as artérias e diminui o risco da formação de coágulos no sangue. Fonte : programa Harvard Medical School Portugal

3)    Reduzir o risco de diabetes e do síndrome metabolico: Se já tem diabetes tipo 2, O exercício físico regular pode ajudar a controlar seus níveis de glicose no sangue. O exercício também influencia a sensibilidade à insulina. Fonte : Revista Brasileira de Medicina Desportiva

4)    Reduzir o risco de alguns cancros: Ser fisicamente ativo diminui o risco para dois tipos de cancro: cólon e mama.Embora a pesquisa ainda não seja final, alguns resultados sugerem que o risco de cancro endometrial e cancro dos pulmões pode ser menor se realizarmos exercício físico regular em comparação com pessoas que não são ativas. Se é um sobrevivente de cancro, a pesquisa mostra que a realização de exercício físico regular não só ajuda a dar-lhe uma melhor qualidade de vida, mas também melhora a sua aptidão física. Fonte: American Nacional Cancer Institute

5)    Fortalecer ossos e músculos; O exercício torna os músculos mais robustos e o mesmo acontece com os ossos. Como tecido vivo que é, vai reagir em resposta às forças que lhe são aplicadas. Quando o exercitamos regularmente, o osso adapta-se tornando-se mais denso.O exercício físico regular também ajuda as pessoas que sofrem de artrite e de outras condições que afetam as articulações, melhorando não só a sua capacidade de controlar a dor e fazer as tarefas diárias, como também a sua qualidade de vida. Fonte: Center For Disease Control and Prevention

6)    Melhorar a sua saúde mental e disposição; Exercício Físico melhora a saúde mental, reduzindo a ansiedade, depressão, humor negativo e a autoestima. O exercício físico também ajuda a regular e manter o seu pensamento, aprendizagem e capacidades de julgamento apurado com a idade. Fonte: National Center for Biotechnology

7)    Melhorar a sua capacidade de realizar atividades diárias e evitar quedas: O exercício físico aumenta o fortalecimento muscular que faz melhorar a capacidade de realizar atividades diárias e também ajuda na redução do risco de quedas devido ao aumento do equilíbrio. Fonte : Europe PubMed

8)    Aumentar as suas hipóteses de viver mais tempo: Pessoas que são fisicamente ativas durante cerca de 7 horas por semana têm um risco menor, cerca de 40%, de morrer mais cedo do que aquelas que não o são, ou seja que fazem menos de 30 minutos por semana de exercício físico.Fonte: Center For Disease Control and Prevention

Os benefícios do exercício físico não têm idade, etnia, sexo, forma ou tamanho; exercício físico é para todos.

Se tiver dúvidas sobre como se tornar mais ativo ou aumentar o seu nível de exercício físico contacte-me.

Texto de João Martins