personal trainer algarve

Treino cardiovascular antes, depois do treino ou treinos apenas cardio.

Hoje em dia, e cada vez mais, o treino cardio vascular é visto como o parente pobre do exercício. É bom para os “velhotes”, os benefícios são muito poucos, o treino de alta intensidade e os treinos de força é que são bons?

O treino cardio vascular tem muito benefícios, melhora a saúde do coração, melhora o perfil hormonal, melhora a memoria, e reduz a gordura visceral.

Quando é que deve ser feito? O objetivo do seu treino vai ditar quando você deve fazer o seu cardio.

Se o seu principal objetivo é o desenvolvimento da resistência cardiovascular, você deve fazer o seu cardio no início. Para um atleta não profissional, mas para um entusiasta da corrida deve realizar o cardio no início pois os músculos estão frescos e têm mais capacidade. E só depois realizar o treino de força, ou resistência muscular.

Se o seu principal objetivo é aumentar massa muscular é melhor optar pelo treino de força no inicio. Isso permite que os músculos tenham a energia ideal para realizar o treino na capacidade máxima. Se realizar o treino cardio antes, poderá ter menos capacidade de exercer esforços máximos ou sub máximos. Ao realizar o treino cardio (de baixa intensidade, ou intensidade moderada) no final pode ajudar na recuperação, fornecendo aos músculos mais oxigénio e nutrientes, removendo ao mesmo tempo os resíduos musculares acumulados durante ot reino de força.

Se o seu principal objetivo é perder peso é melhor intercalar o treino cardio com os exercícios de força ou resistência muscular. Irá aumentar o gasto calórico, e desgastar mais os músculos aumentando assim o efeito “after burning” (consumo de oxigênio pós-exercício em excesso ou simplesmente, EPOC), aumentando a queima de calorias durante várias horas após o treino.

Se os seus treinos não são projetados para ganhos musculares máximas e capacidade atlética, é uma questão de preferência pessoal se você fazer o treino cardio primeiro ou último.

Bons treinos.

Texto de João Martins

personal trainer algarve

Correr na passadeira ou na rua será a mesma coisa?

Existem muitas opiniões divergentes que fazem com que nunca percebamos bem o que é melhor ou pior.

Quando corremos na passadeira estamos a correr no mesmo local com um tapete por baixo de nós, onde não há nenhuma resistência ao vento. Quando corremos na rua temos que impulsionar o nosso corpo para a frente ao mesmo tempo que o vento faz resistência nesse sentido.

Uma das formas como podemos simular esse custo de energia maior na corrida ao ar livre é aumentando a inclinação da passadeira 1%, isso irá simular os mesmos gastos energéticos que correr na rua, como comprova este estudo.

Outros estudos comprovaram que o VO2 max é o mesmo quando corremos numa passadeira ou na rua, demonstrando que correr na passadeira é tão eficaz como correr na rua.

Quando falamos de padrões biomecânicos do movimento, outro estudo demonstra que não houve diferenças no padrão de movimento em pessoas que correram numa passadeira e na rua.

Vamos analisar as vantagens da passadeira

- Uma das grandes vantagens de correr na passadeira é que não estamos sujeitos ao mau tempo, seja ele frio, chuva e vento, mas também quando está muito calor;

- Outra das vantagens é poder simular o percurso que quer fazer. Por exemplo, se estiver a treinar para uma prova específica e souber o perfil do percurso, pode simular na passadeira esse percurso e algumas passadeiras até permitem gravar;

- A passadeira também tem a vantagem da hidratação e da “alimentação” durante a corrida, porque na passadeira pode ter algo para beber ou comer sem ter que correr com coisas na mão ou mesmo numa mochila;

- A tecnologia das passadeiras é capaz de amortecer o impacto em torno de 10% do peso corporal e assim evitar lesões a médio e longo prazo, o que não acontece na corrida de rua.

Vamos analisar as vantagens de correr na rua

- Correr na passadeira torna-se monótono, não há paisagens, estamos constantemente a olhar para o relógio E não conseguimos visualizar a linha de chegada;

- O ritmo oscila de acordo com a inclinação das ruas e o cansaço do corredor, sendo sempre diferente;

- Há também uma maior motivação em correr entre paisagens dinâmicas;

- A troca de calor do corpo com o ar fresco da rua favorece a manutenção da hidratação corporal e da regulação térmica.

De um modo geral correr na passadeira ou na rua tem sempre vantagens e desvantagens, o ideal é escolher o mais indicado para si, de acordo com os seus objetivos, necessidades e limitações.

Boas Corridas

Texto João Martins

Artigos relacionados :Treino cardiovascular, sim ou não? | Treino intervalado versus Treino Continuo