blog seja saudavel
personal trainer no aglarve

Nomeação Fitness Blog Awards promovido pela MYPROTEIN

É com muito orgulho que comunico que o meu Blog Seja Saudável ficou no TOP 10 dos mais votadas para a categoria de FITNESS, nos Fitness Blog Awards promovido pela MYPROTEIN.
Como a própria MYPROTEIN diz “Uma conquista incrível e um testemunho do trabalho que tens realizado e o impacto que consegues ter nos fãs.” Não diria fãs, talvez seguidores.
Agora, a equipa da Myprotein irá selecionar os vencedores para cada categoria a partir da shortlist (veja aqui)e os cinco premiados serão revelados no dia 18 de Dezembro de 2017!
Obrigado aos meus seguidores pela votação e por seguirem as minhas publicações e até dia 18 de Dezembro.

Texto de João Martins

joao martins personal trainer Algarve

Ser fit ou ser saudável é uma capacidade, não um talento.

Artigo de Opinião …

Quando falhamos nos nossos objetivos não significa que não tenhamos talento para os atingir. Se falhamos os nossos objetivos, precisamos de saber ver onde errámos, trabalhar mais para evitar esses erros e superarmo-nos.

Há pessoas que têm aquilo a que se pode chamar mentalidade “estática”. São aquelas pessoas que pensam que sucesso é um talento inato, que se nasce logo com essa capacidade de fazer, ou de ser algo. Ou seja, eu não consigo fazer uma dieta saudável porque isso não é para mim, não consigo ter um corpo fit porque nasci com este corpo, não consigo fazer este exercício porque não é para mim!

Depois temos as outras pessoas que têm uma mentalidade à qual podemos chamar mentalidade “progressiva”, são as pessoas que acreditam que o sucesso depende apenas da sua própria capacidade de melhorar as suas habilidades, competências e aptidões. Ou seja, através de muito trabalho, experiência e capacidade de superação, vão melhorar e conseguir alcançar o sucesso.

Será que nascemos todos com o talento de saber andar ou falar? Ou será que vamos aperfeiçoando essa capacidade?

Imaginem que ao nascer adotávamos logo a mentalidade “estática”. Nesse caso, nunca iríamos conseguir alcançar o que quer que, pois iríamos desistir à primeira queda, ao primeiro tombo iríamos pensar “isto de andar não é para mim”! a mesma coisa com a fala, quando começamos a falar damos muitos erros, não acertamos os sons dizemos mal as palavras, imaginem se tivéssemos a mesma atitude!

Nós todos nascemos com uma mentalidade “progressiva”, por isso depende de nós mantermos essa mentalidade ou optarmos pela mentalidade mais fácil.

Por vezes, podemos e devemos pedir ajuda para atingir os nossos objetivos, tanto os mais difíceis como os mais fáceis, mas é sempre preciso relembrar-vos que nós, os personal trainers ou/e wellnesscoaches apenas ensinamos o caminho para atingir as vossas metas, mas são vocês que caminham até lá e são vocês que têm que conseguir alcançar as vossas.

Texto de João Martins

Artigo Relacionados : Como tirar partido máximo do seu personal trainer | Personal trainer profissão da moda

Joao Martins personal trainer Algarve

Devem os treinos deixar-nos de rastos

Durante um treino os nossos músculos rompem, o nosso coração e pulmões são desafiados. Após o treino, com descanso adequado e uma boa nutrição, os nossos músculos, coração e pulmões restabelecem-se e crescem mais fortes. Isto é o que deve acontecer após um treino. Se treinou e no dia a seguir o corpo não dói, isso não significa que não fez nada, há muitos progressos neurológicos que acontecem após um treino, e mesmo que o treino pareça pouco desafiante o seu corpo continua a criar adaptações.

Nem todos os treinos têm que ser com intensidade máxima (principalmente no início de um programa de treinos). É necessário criar adaptações, e devemos começar por exercícios básicos, tentar equilibrar o corpo e só depois avançar para exercícios mais intensos e mais complexos. Começar devagar, não significa menos progressos significa, sim, criar um programa de treino ideal para o seu corpo, de forma a equilibrar o seu corpo para não ter prejuízos no futuro.

Confie no seu corpo, saiba ler os sinais que o seu corpo lhe dá, e vá adicionando exercícios de intensidade de forma gradual e lenta.

Os treinos de alta intensidade são bons e têm um ótimo retorno para o seu corpo, mas não deve constantemente levar o seu corpo à exaustão (principalmente se está a iniciar um programa de treino). O corpo precisa de tempo para recuperar, se se está sentindo muito cansado ou stressado, opte por um treino mais calmo, com pouca intensidade e muita mobilidade.

O mais importante num treino, ou num programa de treino é respeitar as etapas, evoluir devagar de forma gradual para não comprometermos os nossos objetivos e o nosso corpo.

A dor faz parte do processo do treino, mas devemos saber respeitá-la. Bons treinos.

Texto João Martins

Artigos relacionados : Dicas para realizar treinos ao ar livre | Mesmo quem faz treino intenso necessita de uma dieta adequada

João Martins Personal trainer Algarve

Sabia que

Comer peixes e vegetais aumenta expectativa de vida

Uma pesquisa realizada na Suécia e publicada na Revista Científica Circulation mostrou que os idosos com níveis mais altos de gorduras polinsaturadas provenientes de peixes e vegetais no sangue, eram significativamente menos propensos a morrer de doença cardíaca ou qualquer outra causa do que aqueles com níveis mais baixos.

As orientações alimentares atuais recomendam que a ingestão de gorduras corresponda a, no máximo, 20% a 35% das calorias diárias de uma pessoa. Sendo que a maior parte destas deve vir de gorduras boas, como as polinsaturadase monoinsaturadas, que promovem níveis saudáveis de colesterol.

Estas gorduras são encontradas principalmente em peixes como salmão, truta e arenque, e em produtos vegetais como abacate, azeitonas, nozes e nos óleos de soja, milho, cártamo, canola, azeitona e girassol.

Texto de João Martins

Artigos relacionados : O consumo de bebidas light, aumenta a circunferência abdominal dos idosos |  Jogging ajuda os idosos a manter a sua capacidade de caminhar

joao martins personaltrainer

Sabia que …

As férias escolares atrapalham rotina de hábitos saudáveis.

Um estudo realizado na Universidade de Columbia e publicado na última edição da revista científicaJournal of School Health demonstrou que, no período de férias escolares, as crianças e os adolescentes consomem mais açúcar e menos vegetais. Além disso, os jovens também ficam mais tempo em frente à televisão do que No resto do ano.

Segundo estes resultados, o comportamento dos alunos era pior, independentemente da rendimento familiar. Nas férias, eles assistiam, em média, 20 minutos a mais de programas televisivos e consumiam 85 gramas a mais de açúcar do que estão acostumados na rotina disciplinada. Curiosamente, a quantidade de atividade física não mudou significativamente: eles praticavam apenas cinco minutos a mais de exercícios em comparação ao período letivo.

“O ambiente escolar é essencial para estimular hábitos saudáveis nos jovens, como alimentação comedida e atividade física”, disse Claire Wang, uma das principais autoras do estudo. “A partir dos nossos resultados, percebemos que as estratégias para prevenir a obesidade devem ser ampliadas para não ter efeito somente durante o ano letivo”.

Texto de João Martins

Artigos relacionadosAs bebidas energéticas fazem mal as crianças | Uma hora por dia em frente a TV aumenta or isco de sobrepeso das crianças