Personal trainer João Martins

Todo o nosso corpo deve ser equilibrado

Todo o nosso corpo deve ser equilibrado, não devemos treinar mais um lado que outro, ou mais um musculo que outro, ou mais um membro que outro. O nosso corpo vai ser mais funcional, mais produtivo e o seu rendimento físico irá ser maior, quanto mais equilibrado ele for.

Nesta parte vamos falar da importância do equilíbrio muscular na parte superior do corpo

Parte superior do corpo :

O nosso dia a dia, coloca-nos com más posturas, principalmente pessoas que trabalham muito tempo sentadas, e com o tempo vai aumentando a cifose torácica, podendo mesmo causar dor e lesões. Exercitar a parte superior do nosso corpo, ajuda a reduzir dores, melhora a postura e diminuiu o risco de lesões.

Vários estudos comprovaram que o treino da parte superior do corpo (especialmente ombros e costas) ajudará a uma melhor circulação sanguínea e melhoria da flexibilidade.

Para mulheres que têm filhos ou que carregam muito peso, o treino da parte superior do corpo é essencial para evitar lesões e dores, e evitar tendinites e bursites

As mulheres têm menos massa muscular que os homens, e se esses músculos não forem trabalhados, a perda de massa muscular é ainda maior. Por isso, é importante um bom treino de musculação para a parte superior do corpo. E não se preocupem por ficar com músculos muito grandes, pois a quantidade da hormona testosterona (uma das hormonas responsável pelo crescimento muscular) é menor nas mulheres, principalmente nos membros superiores.

O treino postural da parte superior vai permitir melhor postura nos exercícios de pernas, por isso se dá preferência ao treino de pernas, saiba que o treino da parte superior do corpo irá aumentar a sua capacidade no treino de pernas, aumentando assim a intensidade do treino de pernas.

Todo o corpo deve ser equilibrado, em especial o parte superior.

Parte 2, equilíbrio nos membros inferiores

Texto João Martins

Joao martins

Wellness Coach a nova tendência do fitness

Artigo de opinião

Provavelmente já ouviu falar do wellness coach ou treinador de bem-estar, mas talvez não saiba o que é, como funciona e como o pode ajudar.

Wellness Coach (WC) ajuda as pessoas a mudarem, desenvolvendo  em conjunto com a pessoa um plano para tal, ajuda os seus clientes a encontrar motivação e ferramentas para atingir os seus objetivos.

Esses objetivos podem ser perder peso, diminuir o stress, melhorar ou mudar o seu estilo de vida, etc.. O WC vai ajudá-lo a encontrar as suas próprias soluções que se encaixam no seu estilo de vida. O WC vai oferecer apoio e orientação ao longo do caminho. Você será o responsável por alcançar os seus objetivos e o WC irá responsabilizá-lo por isso, ao mesmo tempo que o apoia e ajuda a descobrir o seu caminho.

Como o Wellness Coach  o irá ajudar

O WC não diz ao cliente o que ele deve fazer, ele ajuda o cliente a descobrir o seu caminho.

O WC ajudará os seus clientes a superar a resistência à mudança por meio de um plano, de uma abordagem estruturada e passo a passo .

O método do WC não incide no passado, concentra-se nas preocupações atuais e futuras e nos objetivos do cliente. O WC vai capacitar os seus clientes através do reconhecimento e facilitando o potencial inato do cliente para criar a sua vida.

O WC liberta o potencial de uma pessoa a maximiza o seu próprio desempenho

Texto de João Martins

Artigos Relacionados :   Ser Fit ou ser saudável é uma capacidade e não um talento

joao martins personal trainer

Viva mais, treinando de forma mais intensa

Um estudo realizado na Austrália a mais de 200 mil pessoas durante 8 anos, liderado por Klaus Gebel, pesquisador da Universidade James Cook, concluiu que atividades físicas intensas reduzem o risco de mortalidade nos adultos entre 9 a 13 %.

James Cook diz que “As nossas conclusões indicam que sendo ou não obeso, tendo ou não diabetes ou doenças cardíacas, se alguém pode praticar alguma atividade física intensa, ela irá oferecer benefícios significativos para a longevidade.”

Os pesquisadores afirmam no estudo que a descoberta pode fazer com que as atividades físicas intensas possam ser encorajadas por médicos e mesmo em diretrizes de políticas de saúde publica. A Organização Mundial de Saúde (OMS) sugere que adultos pratiquem por semana 150 minutos de atividades físicas moderadas ou 75 minutos de atividades físicas intensas. No entanto, dizem os pesquisadores, essas atividades não são equivalentes para a saúde do organismo.

Exercícios que fazem suar – os resultados da pesquisa australiana estão de acordo com outros estudos internacionais publicados nos últimos anos que demonstram que exercícios que fazem o corpo suar bastante podem contribuir para a diminuição de doenças e para o aumento da longevidade.

Texto de João Martins

joão martins personal trainer algarve

Os benefícios de dormir bem

Dormir faz-nos sentir melhor, mas a sua importância vai muito além de simplesmente aumentar o seu humor ou evitar olheiras. Dormir de forma adequada é uma parte fundamental de um estilo de vida saudável e pode beneficiar o seu coração, peso, mente, e muito mais.

A verdade é que dormir é tão importante para a sua saúde como o que escolhe para comer e o exercício que faz. É hora de fazer uma mudança mental e veja o dormir como um investimento na nossa saúde. Vamos perceber como o dormir afeta diretamente o nosso peso e o nosso desempenho durante o dia.

Dormir pouco pode causar ganhos de peso. O American Journal of Clinical Nutrition descobriu que aqueles que dormem menos que as horas ideias de sono (Os adultos necessitam de sete a oito horas de sono por noite), mostraram um aumento da ingestão de cerca de300 calorias por dia. Além disso, a falta de dormir prejudica o nosso discernimento, tornando assim mais difícil a escolha de lanches saudáveis.

Dormir dá tempo ao nosso corpo para descansar e rejuvenescer. Dormir dá ao seu corpo e mente a melhor oportunidade de estar no seu melhor.

Dormir bem melhora a memória. O nosso cérebro trabalha muito enquanto nos dormimos. Enquanto dormimos fortalecemos memórias ou aptidões práticas que aprendemos enquanto estivemos acordados (chama-se processo de consolidação)

Dormir pouco aumenta a inflamação. As pesquisas indicam que as pessoas que dormem menos de seis horas por noite, têm os níveis sanguíneos mais elevados de proteínas inflamatórias do que aqueles que dormem 8 horas. Dormir 7 a 8 horas por noite reduz o risco de ataque cardíaco (devido à redução da proteína C.reativa da corrente sanguínea).

Dormir mais, melhora resultados desportivos. Um estudo da Universidade de Stanford descobriu que jogadores de futebol Americano universitário que tentaram dormir pelo menos 10 horas por noite durante sete a oito semanas melhoraram o seu tempo médio de sprint, tiveram menos fadiga diurna e aumentaram a resistência.

Dormir mais horas reduz o stress. Dormir mais e bem reduz os níveis de stress e melhora a pressão arterial.

Dormir bem melhora as notas. Um estudo com alunos de uma universidade Americana comprovou que alunos que não dormiram o suficiente tiveram piores notas do que aqueles que dormiram.

Se quer ser mais saudável não pense só na comida, ou no exercício físico, o dormir bem e descansar as horas necessárias também ajuda.

Texto de João Martins

Artigos Relacionados : O impacto que dormir tem na nossa saúde e bem estar|Estudo relaciona falta de sono com obesidade infantil

joao martins personal trainer algarve

Mitos de alimentação e nutrição

Hoje em dia há muita desinformação sobre alimentação/nutrição, a internet tem muita informação mas muita não tem bases científicas, outras são mitos da sociedade e de factos muito pouco precisos. Essa informação só contribui para a confusão dos consumidores sobre as escolhas que são mais saudáveis.

Veja alguns dos mitos mais populares da alimentação/nutrição:

1º MitoÉ necessário desintoxicar o corpo com batidos/sumos. Uma grande parte da sociedade acredita que se deve desintoxicar o corpo uma vez por semana seja através do jejum, ou através de sumos desintoxicantes. Há poucas provas que comprovem esta teoria. Essa desintoxicação irá deixá-lo mal-humorado e com fome, nada mais que isso. Se quer realmente sentir-se melhor, opte por uma dieta saudável e evite bebidas alcoólicas e comidas processadas.

2º MitoAlguns alimentos têm calorias negativas. São considerados por algumas pessoas alimentos com calorias negativas, aqueles alimentos que gastam mais energia na sua digestão do que a energia que eles contêm ou libertam (esta ideia é baseada pelo efeito térmico dos alimentos). O único problema nesta teoria é que o efeito térmico dos alimentos normalmente varia entre 10 a 20 por cento das calorias do alimento, ou seja, se um aipo tem 7 calorias, a sua digestão gastará à volta de 2 calorias, ou seja, não há calorias negativas.

3º MitoDemoramos 21 dias para quebrar um mau hábito, ou formar um novo. A verdade é que não há nenhum período mágico para quebrar maus hábitos. Um estudo que avaliou a mudança de comportamentos comprovou que a criação de um novo hábito, como comer uma peça de fruta por dia, teve uma média de 66 dias a tornar-se um hábito. No entanto, durante o estudo, houve várias variações, entre os 18 e os 254 dias. O estudo descobriu que o tempo de adaptação estava relacionado com a dificuldade que a própria pessoa tem com esse comportamento, ou seja, hábitos e rotinas novas podem não acontecer durante os 21 dias, depende sempre se esse hábito ou rotina é algo difícil de realizar para si.

4º MitoGordura transforma-se em músculo. Os tecidos musculares e adiposos são completamente diferentes, logo eles nunca se podem transformar um no outro. O que acontece quando treinamos e temos uma alimentação saudável, é que aumenta o tecido magro no organismo e queima o excesso de gordura corporal, mas não vai substituir gordura por massa muscular.

5º MitoNozes são muito calóricas por isso engordam. É verdade que as nozes contem muita gordura, mas é uma gordura boa. Pesquisas recentes sugerem que a ingestão de nozes como parte de uma dieta saudável pode ajudá-lo a perder peso. Os investigadores acreditam que a gordura das nozes ajuda as pessoas a sentirem-se saciadas e a proteína ajuda a libertar uma hormona que tem o efeito de reduzir a fome. Além disso, as nozes são uma excelente fonte de fibras e fornecem muitos nutrientes como vitamina E, magnésio, folato e cobre.

Esqueça estes mitos, e opte por uma alimentação saudável.

Texto de João Martins

Artigos relacionados : Mitos relacionados com exercício físico 

bicicleta

Sabia que …

Ir a pé, de bicicleta ou de transportes públicos para o trabalho em vez do carro, pode ajudar a emagrecer até 7 quilos.

Um estudo publicado no Journal of Epidemiology & Community Health, demonstra que a perda de peso está associada a percursos de pelo menos 30 minutos diários.

Ou seja, substituir o carro no trajeto para o trabalho por outros meios de transporte como bicicleta, caminhada e até mesmo transporte público, pode resultar na perda de até sete quilos em dois anos.

Durante o período de dois anos, os participantes deram informações sobre seu peso, altura, hábitos de vida e o principal meio de transporte utilizado para ir para o trabalho. Dos 3 269 voluntários, 109 tinham trocado o carro pela bicicleta, ou pela caminhada e 70 deles pelo transporte público. De forma geral, os pesquisadores descobriram que Daqueles que optaram pela mudança, houve uma redução de pelo menos um quilo no peso corporal original. Quanto maior a distância do trajeto, maior o emagrecimento, claro. Os estudiosos chegaram à conclusão de que é possível perder, sim, até sete quilos em dois anos, se o percurso for de, pelo menos, 30 minutos.

E você vai para o trabalho como? Está disposto a mudar o seu meio de transporte para o trabalho?

Texto de João Martins

Artigos Relacionados : Durante o Inverno é mais difícil manter o peso | Jogging ajuda os idosos a manter a sua capacidade de caminhar