joao martins personal trainer

Viva mais, treinando de forma mais intensa

Um estudo realizado na Austrália a mais de 200 mil pessoas durante 8 anos, liderado por Klaus Gebel, pesquisador da Universidade James Cook, concluiu que atividades físicas intensas reduzem o risco de mortalidade nos adultos entre 9 a 13 %.

James Cook diz que “As nossas conclusões indicam que sendo ou não obeso, tendo ou não diabetes ou doenças cardíacas, se alguém pode praticar alguma atividade física intensa, ela irá oferecer benefícios significativos para a longevidade.”

Os pesquisadores afirmam no estudo que a descoberta pode fazer com que as atividades físicas intensas possam ser encorajadas por médicos e mesmo em diretrizes de políticas de saúde publica. A Organização Mundial de Saúde (OMS) sugere que adultos pratiquem por semana 150 minutos de atividades físicas moderadas ou 75 minutos de atividades físicas intensas. No entanto, dizem os pesquisadores, essas atividades não são equivalentes para a saúde do organismo.

Exercícios que fazem suar – os resultados da pesquisa australiana estão de acordo com outros estudos internacionais publicados nos últimos anos que demonstram que exercícios que fazem o corpo suar bastante podem contribuir para a diminuição de doenças e para o aumento da longevidade.

Texto de João Martins

Joao martins personal trainer Algarve vilamoura

Quer deixar de beber refrigerantes mas não consegue?

Os refrigerantes não são bons para nós mas, ao mesmo tempo, é difícil resistir-lhes. Têm um sabor doce são energéticos, e utilizamo-los muitas vezes para saciar a nossa sede. Um dos grandes problemas dos refrigerantes é que quanto mais bebemos mais perigoso se torna o seu hábito.

Um dos maiores problemas dos refrigerantes é as calorias que vêm praticamente da adição de açúcar, e a reduzida quantidade de vitaminas e minerais, ou seja, praticamente estamos a beber água com açúcar.

Depois há quem diga, “mas as bebidas diet não têm quase nenhumas calorias e açúcar”, é verdade que têm poucas calorias mas têm outros substitutos que fazem igualmente mal, e provocam riscos à saúde como cáries, desgaste ósseo, diabetes e doenças cardíacas.

Artigo relacionado Bebidas diet não têm calorias, mas têm outros efeitos

Algumas dicas para ajudar a deixar de beber refrigerantes:

Retirar os refrigerantes gradualmente do seu dia-a-dia. Por exemplo, se beber refrigerantes 2 ou 3 vezes por dia, reduza para uma vez por dia, passados 15 dias reduza para 3 refrigerantes por semana e, por Último, um refrigerante por semana. Assim vai-se ajustando gradualmente, o que deve provocar uma mudança real e sustentável.

Mistura água aos seus refrigerantes. Fará com que beba menos refrigerante (ou seja só bebe metade do refrigerante) e o resto é agua: com esta sugestão poderá ficar mais hidratado, a água corta a doçura do refrigerante, altera-lhe o que pode modificar o seu paladar, fazendo-o ficar com menos necessidade de ingerir coisas doces.

comece a controlar as suas calorias. 33cl de coca-cola contem 140 kcal, se beber uma só por dia, num mês são 4200Kcal. O download de uma app de contagem de calorias pode ajudá-lo a perceber a quantidade de calorias que ingere só através da ingestão de refrigerantes.

Alternar o refrigerante com chá sem açúcar. O chá de infusão é “água com sabor” tem os benefícios da água e os fitoquímicos do chá que trazem reais benefícios para a saúde.

Beba um copo de água antes de beber o refrigerante. Quando tiver vontade de beber um refrigerante encha um copo com água gelada e beba a água toda. Muitas vezes as pessoas bebem refrigerantes só porque não têm nada para fazer ou porque têm sede e o copo de água pode ser suficiente para suprir essa necessidade.

Lembre-se os refrigerantes fazem mal à nossa saúde, deixar de bebê-los é investir na nossa saúde.

Texto de João Martins

Personal Trainer Crianças

Sabia que …

As crianças que dormem a sesta têm dificuldade em dormir à noite

As crianças que depois dos dois anos fazem sestas têm uma pior qualidade de sono durante a infância. Contudo, o impacto desta pior qualidade de sono no comportamento e desenvolvimento da criança ainda não está claro segundo um estudo publicado nos “Archives of Disease in Childhood”.

Os investigadores liderados por Simon Smith fizeram uma revisão dos estudos publicados sobre as sestas das crianças até aos cinco anos e encontraram 26 estudos relevantes de um total de 781.

Durante o estudo, os investigadores encontraram evidências consistentes que indicam que a sesta após os dois anos aumenta o tempo que a criança demora a adormecer e diminui a quantidade de horas que sS crianças dormem à noite.

O estudo sugere que crianças no pré-escolar com problemas de sono devem evitar dormir a sesta durante o dia para que se possa tentar perceber se é esse o problema.

Texto João Martins

Artigo relacionado Sabia que 33% das crianças entre os 2 e os 12 anos têm excesso de peso

 

Fitness saude e bem estar

O impacto que o descanso tem na saúde, no fitness e no bem-estar.

Vários comportamentos são chaves para atingir níveis elevados de saúde, bem-estar e fitness, um desses comportamentos é o descanso. Descansar é, muitas vezes, colocado em segundo ou terceiro plano, principalmente porque as pessoas não o vêm como algo essencial, ou por não terem tempo para tal.

Existem quatro componentes especificas a considerar quando falamos de descanso: o sono, férias, descanso diário e descanso semanal. Estas componentes são essenciais para melhorar o seu bem estar e a sua saúde.

Sono; Os adultos necessitam de sete a oito horas de sono por noite, 47% dos portugueses dormem mal , e não dormem as horas necessárias. Dormir pouco é prejudicial e pode contribuir para uma variedade de problemas, tais como, depressão, ganho de peso, envelhecimento da pele, sistema imunitário mais fraco, problemas de saúde (doenças cardíacas, pressão alta, AVC, diabetes, etc.), estado de espírito e pouca produtividade.

Algumas dicas importantes para melhorar o seu sono: atividade física regular, expor-se ao sol com moderação, jantar cedo, criar rotinas de sono (deitar e levantar à mesma hora), evitar consumir muitos estimulantes (cafés, por exemplo), um colchão de qualidade e confortável, e evitar ter aparelhos eletrónicos no quarto.

Férias; Quem não gosta de férias? Portugal é um dos países que está dentro da média Europeia de dias de férias anuais (24,5 dias). Os benefícios de tirar férias incluem : maior produtividade, diminuição da incidência de morte por causa coronárias, diminuição de doenças psicossomáticas, redução de riscos de mortalidade por qualquer causa.

É necessário fazer férias o tempo suficiente para o corpo desligar do trabalho e da vida quotidiana, e desligar-se completamente do trabalho, evitar ler emails, e mensagens relacionadas com o trabalho.

Descanso Diário; Há benefícios significativos para o planeamento de momentos de descanso diários. Ficam aqui algumas ideias: escolha um local tranquilo, respire fundo e não pense no trabalho e, nesse mesmo local, pense nas férias que gostaria de fazer. Se tem espaços verdes perto do local de trabalho dê uma caminhada pela natureza e, se possível, arranje um local e dormir uma sesta.

Descanso Semanal; É essencial aproveitar o fim-de-semana (ou as folgas) para não pensar no trabalho, fazer aquilo que mais gosta, fazer coisas que não pode fazer durante a semana de trabalho. Principalmente descanse não só fisicamente mas também psicologicamente. Muitas vezes, não fazer nada não é tão importante quanto divertir-se apesar de fisicamente poder ser mais cansativo. Cada pessoa deve aproveitar o descanso semanal da forma que mais gosta, porque o importante É mesmo aproveitar o descanso semanal.

Lembre-se: comer de forma saudável e nutritiva, fazer exercício físico, hábitos diários saudáveis, contribuem para uma vida mais saudável, mas o descanso também é essencial, por isso descanse sempre que possível.

Texto João Martins

Personal trainer joao martins

Sabia que …

Mulheres jovens têm tendência para ignorar sintomas de ataque cardíaco?

Um novo estudo da Universidade de Yale diz que as mulheres mais jovens tendem a ignorar os sintomas de ataque cardíaco.

Os investigadores descobriram que mulheres mais jovens podem ignorar ou rejeitar os primeiros sintomas de um ataque cardíaco iminente, como dor e tontura, e demoram a procurar atendimento médico de emergência.

O estudo analisou as experiências de mulheres da faixa etária 30-55 anos que foram internados com enfarte agudo do miocárdio, e os investigadores perguntaram como é que elas reagiram ao sentir os primeiros sintomas e quando é que decidiram procurar auxílio médico.

A conclusão do estudo diz que as mulheres não sabiam quais os riscos de sofrer um ataque cardíaco e não tomaram as medidas preventivas contra doenças do coração. Também se observou que nem todas as pacientes foram orientadas para fazer um hemograma completo quando chegaram ao hospital.

Por isso, é melhor tomar atenção aos sintomas de ataque cardíaco que são os seguintes: desconforto, dor no peito, desconforto na parte superior do corpo como braços, costas, pescoço, maxilar ou estômago e falta de ar que pode ocorrer com ou sem desconforto no peito. Outros sinais de sintoma de ataque cardíaco incluem náuseas e vómitos, tonturas, desmaio ou suores frios.

Caso sinta alguns destes sintomas telefone imediatamente para o 112.

Texto João Martins