reduzir-fome-maneira-facil-4

Bebidas diet não têm calorias, mas têm outros efeitos.

Hoje em dia quando se pensa em perder peso, pensa-se logo em bebidas diet, ou 0 calorias, ou 0 por cento de açúcar, etc. .

Será que é uma boa opção? Será que as calorias que não são ingeridas, compensam os malefícios que esse tipo de bebidas provoca?

Os adoçantes alteram a forma como o nosso organismo reage à presença do açúcar no sangue. Quando ingerimos açúcar o nosso organismo aciona um mecanismo de libertação de hormonas (insulina) que vão transformar esse açúcar em energia. O problema com os adoçantes é que o mecanismo é acionado mas não há açúcar. Como o nosso organismo não encontra açúcar no sangue, a reação dele é enviar sinal ao cérebro a pedir açúcar. Outro problema que pode acontecer, e é o que provoca piores consequências (diabetes tipo II), é em vez do mecanismo de transformação de açúcar em energia pedir mais açúcar ao cérebro, ele deteta a situação como falso alarme e reduz a produção de insulina. Como resultado, quando ingerirmos novamente açúcar (hidratos de carbono) o corpo não produz quantidade suficiente de insulina para transformar o açúcar em energia, há um excesso de açúcar no sangue, e é nesse momento a pessoa está oficialmente com diabetes.

Um estudo da “American Diabetes Association” confirmou que o consumo de refrigerantes dietéticos diariamente está associado a riscos significativos de maior incidência de diabetes tipo 2 e componentes do síndrome metabolico (é um termo médico para designar o conjunto de fatores de risco fortemente relacionados com o desenvolvimento de doenças cardíacas, acidente vascular cerebral (AVC), de apneia do sono).

A universidade do “Texas Healt Science Center in San Antonio”, descobriu que as pessoas que bebem refrigerantes diet ficam mais propensas a ganhar peso do que a perdê-lo. O mesmo estudo diz que, em média, os participantes do estudo, 65% tem mais probabilidade de ter excesso de peso nos próximos 7 a 8 anos, e 41% mais propensos a se tornarem obesos.

Outros estudos também comprovam que as bebidas dietéticas causam problemas dentários e problemas hepáticos devido à sua acidez ( PH 3.2).

Se é daquelas pessoas que bebe bebidas dietéticas para emagrecer ou controlar o peso, pode comprovar com este artigo que, essas bebidas, em nada contribuem para a perda de peso, e os efeitos secundários prejudicam a saúde.

Texto de João Martins

Produtos para emagrecer

Sabia Que …

Os portugueses gastaram em medicamentos e suplementos para emagrecer quase três milhões de euros no primeiro trimestre deste ano,  segundo um estudo divulgado pelo Jornal de Notícias.

Em 2013, as vendas ultrapassaram os 14 milhões de euros. No entanto, apesar de, no primeiro trimestre do ano, os suplementos alimentares terem rendido 2,1 milhões de euros, a verdade é que sofreram uma queda de 27% face ao período homólogo do ano anterior. Esta tendência, de acordo com o estudo, já se vinha sentido de anos anteriores.

Nos primeiros três meses deste ano, venderam-se 95 mil unidades de produtos para perda de peso em farmácias e parafarmácias, apurou o JN junto da consultora IMS Health, que não contabiliza os dados das ervanárias.

Na minha opinião, se realmente quer perder peso opte por mudar os seus hábitos de vida, tente torná-los mais saudáveis e opte por um estilo de vida mais saudável. Adapte a sua alimentação aos seus objectivos e realize exercício físico. Estas são as primeiras atitudes e acções que deve tomar. Caso queira utilizar suplementos e produtos que ajudem no processo, acelerem o processo de perda de peso, ou queira optimizar a sua nutrição,  tenha cuidado com as opções que toma, informe-se antes sobre os produtos, e aconselho a pedir opinião a especialista.

Texto retirado do Site Jornal de Notícias

 

 

Divulgação

Perder peso apenas com exercício não funciona.

Alguns estudos têm confirmado que os participantes tendem a perder mais peso apenas com dieta do que com apenas exercício.

O exercício tem inúmeros benefícios para a saúde, mas a perda de peso pode não estar entre eles. Isto é em parte por causa dos efeitos do exercício sobre a fome e o “apetite” das hormonas, que fazem com que as pessoas se sintam visivelmente com mais fome depois do exercício.

O outro problema com o exercício sem dieta, é que é cansativo e, novamente, o corpo vai compensar. Se estiver muito cansado por causa do exercício, durante o dia vai realizar menos movimentos e, provavelmente, torna-se mais sedentário. Algumas das calorias que queimamos vêm de movimentos básicos durante o dia logo, se estamos muito cansados, temos mais apetência para ficar no sofá a descansar. Ou seja, fazemos exercício para gastar energia, mas o exercício faz com que gastemos menos calorias no nosso dia-a-dia.

Outro estudo comparou duas populações diferentes, voluntários da tribo Hadza (Tanzânia), cujos membros ainda vivem da caça e coleta, e uma população masculina e feminina ocidental, e compararam a atividade física de cada população e relacionaram esses números através das mesmas medições.

Aquilo que se pensou foi que a população da tribo, por ser mais ativa, teria um metabolismo mais acelerado, queimando mais calorias, daí ser menos obesa que a população ocidental. Mas não era verdade que eles estavam queimando mais calorias. Os cientistas calcularam a taxa metabólica média dos Hadzabe, e o número de calorias que eles queimavam ao longo de um dia, e foi aproximadamente o mesmo que a média da taxa metabólica e calorias gastas pelos ocidentais.

Daí os cientistas concluíram que um estilo de vida ativo, não nos vai impedir de ficarmos obesos, mas sim a relação entre a energia que consumimos e a energia que gastamos.

Ou seja, através destes 2 estudos podemos concluir que o exercício físico é muito mais importante para a saúde das pessoas do que para o objetivo de perda de peso.

Segundo Michael Jensen, MD at the Mayo Clinic “O exercício é muito, muito importante para a manutenção do peso perdido, e as pessoas que não são fisicamente ativas são mais propensos a ganhar peso.”

Por isso se tem como objetivo perder peso, o ideal é realizar exercício físico, pois ele traz muitos benefícios de saúde ao nosso organismo e ajuda no gasto de mais energia, fazer uma dieta funcional que se adeque às suas necessidades e ao seu organismo, e adotar estilos de vida saudáveis.

É este o meu método, e só assim consigo atingir resultados com os meus clientes.

Texto de João Martins

logo-33-twitter

Sabia Que …

33% das crianças entre os 2 e os 12 anos têm excesso de peso, das quais 16,8% são obesas.

A região que apresentou a maior percentagem de crianças obesas foi a Madeira (22,1%). O Algarve foi a região que revelou a menor taxa de obesidade infantil (14,7%). Por outro lado, a região dos Açores foi a que registou o maior índice de crianças na categoria de baixo peso (8,1%).

Dados da APCOI  (Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil) 

Personal trainer joao Martins algarve

Como tirar o máximo partido do seu personal trainer

Artigo de opinião

1)Defina os seus objetivos; Seja honesto, não coloque os seus objetivos baixos apenas porque sabe que assim os vai atingir mais fácil e rapidamente, faça do seu sonho o seu objetivo.

2) Não se atrase; Normalmente os Personal Trainers têm uma agenda preenchida e vários clientes seguidos, se você chega atrasado é menos esse tempo que irá treinar. Pagar uma hora de treino e só realizar 50m (dependendo do atraso) não é uma boa estratégia.

3) Seja honesto com o que come; Se  está com dificuldades na alimentação e não está conseguindo comer aquilo que foi planeado, diga ao seu PT de forma a ele poder ajudá-lo. Ele irá, certamente, arranjar estratégias e soluções para o seu problema.

4) Calendário/rotina – marque todos os treinos antecipadamente, de forma a que não haja desculpa para faltar e crie um compromisso entre si e o seu PT. Faça o mesmo com os horários da alimentação e se conseguir planear o que vai comer será melhor porque, dessa forma, não ficará sem ideias na altura de fazer a refeição. Ao mesmo tempo, crie um diário alimentar que lhe vai permitir contabilizar mais facilmente as calorias ingeridas diariamente e, com tudo apontado, ser-lhe-á mas fácil apresentar a sua alimentação ao seu PT.

5) Comunique com o seu PT – Caso tenha alguma limitação, ou alguma dor, diga ao seu Personal Trainer e ele adaptará o treino à sua limitação ou necessidade. Caso tenha alguma dúvida sobre algo que ele tenha pedido para fazer fora das sessões de treino, quer esteja relacionado com exercício, com alimentação, ou algum hábito que ele queira que tenha, não hesite em questioná-lo.

6) Respeite a opinião do seu Personal Trainer; Se contratou alguém, é porque acredita no seu profissionalismo. Lembre-se o seu Personal Trainer está ciente dos seus objetivos e ambos têm a mesma vontade de atingir os seus objetivos. Confie nele e se ele disser que este exercício não é o adequado para si, ou que não deve fazer isto ou aquilo, acredite nele.

7)Questione o Seu Personal Trainer; respeitar a opinião do Personal Trainer não quer dizer que não o questionemos. Questione, um bom Personal Trainer estará à vontade para responder a quaisquer questões ou preocupações que possa ter.

8) Desafios – Crie ou peça aoseu PT para criar desafios, sejam eles físicos, hábitos saudáveis ou alimentação. Crie metas a curto prazo e comprometa-se a cumpri-las. Torna o processo mais divertido

Agora já sabe, tire o máximo partido do seu Personal Trainer. Se ainda não tem um está na hora de arranjar um e tornar a sua vida mais saudável.

Saiba como escolher o seu Personal Trainer.

Texto de João Martins

weekend-pubslush-hotminute

Dicas para superar os excessos do fim-de-semana

Após uma semana de refeições rigorosas, e exercícios duros, é fácil sentir que merece uma pausa e que pode e deve relaxar um bocado e comer e beber aquilo que mais gosta.

De acordo com um estudo da Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill, as pessoas com idades compreendidas entre os 19 e os 50 anos consomem cerca de 115 calorias a mais no fim de semana (considera-se fim de semana, o fim de tarde de sexta, sábado e domingo). “Essas 300-400 calorias extras significam 17.940 calorias extras (cerca de 5 quilos) até ao final do ano”, diz Barry Popkin, Ph.D., autor principal do estudo. O mesmo estudo diz que este aumento de calorias advem, principalmente, do consumo de álcool e gorduras.

Mesmo assim, as calorias extras não têm que se transformar em gordura, dizem os especialistas. A chave está em queimar mais calorias do que aquelas que consome. Isso significa encontrar formas ativas para relaxar – como caminhada rápida, jogar ténis, mesmo jardinagem – em vez de ficar o dia e noite em frente da televisão. Enquanto a atividade física pode ser a resposta óbvia, dizem os especialistas, existem outros truques que podem ajudá-lo a superar o hábito de excesso fim de semana:

Comece bem o dia – Comer um pequeno-almoço saudável e rico em proteína ao fim de semana (pois tem mais tempo para fazer um bom pequeno almoço). Um estudo da University of Missouri-Columbia comprova que um pequeno-almoço rico em proteína ajuda a controlar o apetite durante o dia.

Coma várias vezes ao dia – não fique à espera do jantar para se desforrar de não ter comido durante o dia. Sempre que sair de casa leve algo para comer entre as refeições.

Coma devagar - “demora cerca de 15-20 minutos para o seu cérebro sinalizar que o seu estômago está cheio, por isso não tenha pressa”, explica LiveScience.com.

Comece pela sopa – se for ao restaurante, peça primeiro uma sopa, e só depois faça o pedido do prato seguinte. O seu pedido vai ser mais pequeno do que se o fizesse ao mesmo tempo.

Divida o prato principal – Dividir o prato principal com um amigo é uma ótima forma de reduzir o consumo de calorias durante o fim-de-semana.

Não evite a sobremesa mas partilhe – Escolha algo que é realmente agradável para si e divida com um amigo. Cuidado com o tamanho das sobremesas peça para corta uma fatia fina, ou então divida a sobremesa com as pessoas da mesa.

Evite exageros com o álcool – Evite beber muito álcool. Evitar um copo de vinho ou uma cerveja equivale a não ingerir 150 Kcal. Vários estudos confirmam que pessoas que bebem mais tendem a comer mais também. (The American Journal of Clinical Nutrition.)

Substitua refrigerantes por água – Não só a ingestão de refrigerantes aumenta muito o consumo de kcal, como também contem muito açúcar o que estimula o apetite.

Estes são alguns hábitos que podem diminuir a sua ingestão calórica durante o fim-de-semana, mas lembre-se, não são apenas estes hábitos que o vão fazer perder peso, mas sim um estilo de vida saudável onde esteja presente uma alimentação saudável e equilibrada, e o exercício físico.

Texto de João Martins