personal trainer no algarve

Equilíbrio muscular versus Desequilíbrio muscular em desportos unilaterais

Todo o nosso corpo deve ser equilibrado, não devemos treinar mais um lado do que outro, ou mais um músculo do que outro, ou mais um membro do que outro. Quanto mais equilibrado for o treino, mais funcional e produtivo será o nosso corpo, e o seu rendimento físico irá ser, também, maior.

O nosso dia-a-dia obriga-nos a más posturas, principalmente pessoas que trabalham muito tempo sentadas e, com o tempo, a cifose torácica vai aumentando podendo mesmo causar dor e lesões. Exercitar a parte superior do nosso corpo, ajuda a reduzir dores, melhora a postura e diminuiu o risco de lesões.

O tênis, golf, basebol etc. são jogos de repetição. Por exemplo, no tênis são realizados centenas de serviços durante um torneio sempre com o mesmo braço. Nesse sentido, é fácil perceber que um jogador pode desenvolver desequilíbrios na força, flexibilidade, agilidade, resistência, potência em todo o seu corpo podendo estar mais propicio a lesões, e limitar o seu desempenho se não for corrigido.

Os profissionais de exercício que trabalham com atletas que praticam este tipo de desportos unilaterais devem essencialmente manter, ou restaurar o equilíbrio muscular adequado.

No sentido da prevenção de lesões, devemos optar por exercícios que contrariem a unilateralidade destes desportos, procurando reforçar ambos os lados do corpo de modo equilibrado. Devemos, também, procurar o trabalho de músculos antagonistasaos movimentos, para evitar desequilíbrios musculares típicos neste tipo de atletas.

Devemos fazer um bom trabalho de CORE para garantir uma boa estabilidade e equilíbrio nos diferentes movimentos. Garantir a multilateralidade dos exercícios; trabalhar a agilidade, as rotações e a elevação e depressão do centro de massa. É fundamental um bom trabalho de flexibilidade e de libertação miofascial, paravgarantir uma boa fluidez dos movimentos, e no sentido de contrariar os encurtamentos e desequilíbrios típicos de desportos unilaterais.

Um corpo equilibrado é um corpo com menos desgastes, movimentos mais eficientes e menor risco de lesões.

Texto João Martins

Personal Trainer Algarve

Todo o nosso corpo deve ser equilibrado, parte 2

Segunda parte do artigo “todo o nosso corpo deve ser equilibrado”.

Força da parte inferior

Mais uma vez voltamos à questão mais importante, o nosso corpo deve ser equilibrado, logo devemos sempre treinar todos os músculos, membros e lados. As pernas sustentam todo o nosso corpo no nosso dia a dia, então porque não treina-las? Quanto mais fortes as nossas pernas forem maior a capacidade para realizar ações simples do nosso dia a dia, tais como andar, subir escadas, agarrar objetos do chão, etc.

Os músculos das pernas são os maiores músculos do nosso corpo, como tal devem ser treinados também, sendo os maiores músculos significa que também gastam mais energia (calorias). Correr e andar de bicicleta nunca vão trabalhar os músculos das pernas como um agachamento ou um dead lift.

Também há vários estudos que comprovam que os exercícios das pernas (como agachamentos e dead lifts) aumentam a libertação da hormona do crescimento e testosterona, estas hormonas são as mais importantes quando falamos em aumento de massa muscular.

Equilíbrio

O equilíbrio é um fator de grande importância para o ser humano, pois sem ele seria difícil ou até impossível a realização de algumas tarefas do dia a dia. Portanto, ele deve ser considerado como uma componente fundamental de todo o programa de exercícios do plano inicial.

O equilíbrio é a capacidade de manter a posição do corpo sobre sua base de apoio dentro dos limites de estabilidade, tanto estática e dinamicamente.

O treino de equilíbrio, melhora os reflexos, diminuiu o tempo de reação, melhora a coordenação motora, resultando num aumento da estabilidade do corpo que em conjunto com o treino de força resulta num aumento da agilidade.

As pessoas que são muito descoordenadas têm no treino de equilíbrio um bom treino, que ajudara não só a melhorar a coordenação motora, como vai notar uma grande diferença na sua vida quotidiana.

Foi comprovam que o treino do equilíbrio reduz o risco de quedas (especialmente em idosos) e melhora o equilíbrio dinâmico em atletas e não-atletas.

Quanto mais equilibrado o nosso corpo, mais capacidade ele vai ter.

Texto de João Martins