joao martins personal trainer e wellness coach

Sabia que o Exercício físico mantém o teu cérebro 10 anos mais novo

Os adultos que se exercitem regularmente podem melhorar o funcionamento do seu cérebro.

Um estudo mostrou que os idosos que fizeram exercício físico moderado a intenso, retiveram mais as suas habilidades mentais ao longo dos 5 anos seguintes, contra idosos que realizaram exercícios leves ou nenhuns.

Esta descoberta não prova que o exercício retarda o envelhecimento do cérebro, mas sim que o exercício estava ligado a melhorias de desempenho das participantes em testes de memória (velocidade de processamento) e à capacidade de “processar” novas informações e em seguida, responder a elas. Logo, o exercício estimula e afeta essas habilidades mentais.

O exercício não só é bom para o nosso corpo como para estimular e manter o nosso cérebro em funcionamento.

Texto de João Martins

Artigos Relacionados: Comer peixes e vegetais aumenta a expectativa de vida | 69% dos adultos não pratica exercício físico

Personal trainer joao martins

Sabia Que …

O consumo de bebidas light aumenta a circunferência abdominal em idosos

Um novo estudo publicado no Journal of the American Geriatrics Society, demonstra que a ingestão de refrigerantes light está diretamente ligada a um aumento da gordura abdominal em adultos com 65anos ou mais.

Estas descobertas levantam preocupações sobre a segurança do consumo crónico de bebidas light, pois o aumento da gordura abdominal aumenta o risco de síndrome metabólica e doenças cardiovasculares.

Os autores do estudo recomendam às pessoas mais velhas que ingerem bebidas light diariamente que deixem de o fazer pois estão a ingerir bebidas adoçadas artificialmente.

Texto João Martins

Artigos Relacionados : Bebidas diet não têm calorias mas têm outros problemas | Porque a barriga não diminuiu

joao martins personal trainer algarve

Sabia que …

Segundo um novo estudo, “Jogging” ajuda idosos a manter a sua capacidade de caminhar.

Idosos (mais de 65 anos) que participam regularmente em atividades aeróbias (corrida em particular) têm um custo metabólico mais baixo ao andar do que idosos sedentários. Na verdade, o seu custo metabólico na caminhada é semelhante ao de jovens adultos na faixa dos 20 anos. “A questão de fundo é que a corrida mantém o idoso mais jovem, pelo menos em termos de eficiência”, Segundo Justus Ortega, professor associado e diretor do Laboratório de Biomecânica da Universidade Humboldt State em Arcata, Califórnia.

Estudo completo