• Personal Training

    Personal Training


    Um serviço de treino adaptado às características físicas de cada indivíduo.

    Saber Mais
  • PT Grupo

    PT Grupo


    Para um grupo de amigos, familiares ou mesmo um grupo de pessoas com o mesmo objetivo.

    Saber Mais
  • Circuito Training

    Circuito Training


    Se preferir treinar em grupo, tendo o fator motivacional e de socialização como atrativo.

    Saber Mais

DIETA VS EXERCICIO FISICO

SERÁ MAIS BENÉFICO REDUZIR A INGESTÃO CALÓRICA OU AUMENTAR O GASTO CALÓRICO ATRAVÉS DO EXERCÍCIO?

A redução calórica na sua dieta, por exemplo. 500kcal é muito mais fácil do que perder esse mesmo aporte treinando (cerca de uma hora de treino intenso). A maioria das pessoas que pensa em perder peso vai optar pela redução calórica.

Aquilo que as pessoas não sabem é que a redução da ingestão de calorias vai reduzir o seu metabolismo basal (é o número de calorias que o corpo queima em repouso/dia), ou seja, você vai ingerir menos calorias, mas durante o dia também vai gastar menos calorias, e quando gastamos menos calorias temos tendência de queimar menos calorias (mesmo em repouso).

Sabia que o Metabolismo Basal é responsável por 60% a 75% das calorias que você queima por dia? E sabia que o aumento da taxa de metabolismo basal é essencial para quem quer perder peso?

Um estudo Jon R. Stavres et al, (2018) analisou o efeito do treino resistido em mulheres adultas sedentárias e descobriu que essa atividade, que inclui treino de força, elevou a taxa metabólica basal geral dos participantes até 48 horas.

É preciso perceber que o exercício físico intenso regular é essencial, não só para aumentar o gasto calórico diário (pois gastamos mais energia nessa atividade, do que se não fizéssemos), mas também porque os dois dias seguintes vamos gastar mais energia em repouso.

O meu conselho é, se quer entrar num processo de perda de peso é essencial treinar, não só pelo gasto calórico do treino, mas também pelos benefícios que o treino provoca (neste caso) no metabolismo basal. E lembre-se que deve sempre treinar respeitando a individualidade e, de preferência, com a supervisão de um profissional credenciado.

Será que o Treino apenas influencia o gasto de energia, no processo de perda de peso? Veja o resposta no próximo artigo

 

Celulite o que é? Como Prevenir e Como Reduzir

A celulite é uma inflamação que acontece debaixo da pele e na camada de gordura. As células de gordura alojadas no corpo que não se dispõem uniformemente, mas sim de uma forma desigual, provocam o tal aspeto de casca de laranja e concentram-se mais nas ancas e nas coxas. Apesar de ser mais predominante nas mulheres não é exclusiva e pode surgir também nos homens, embora com uma prevalência menor.

Tem uma origem genética no sentido em que há pessoas com mais predisposição que outras para desenvolver a celulite, independentemente da quantidade da massa gorda que esse corpo tem.

A celulite está relacionada com as hormonas femininas, normalmente, a celulite tem por base uma grande retenção de líquidos, logo tudo o que leva à diminuição da retenção de líquidos é positivo para a diminuição da celulite e para a prevenção do seu aparecimento.

Não existem estratégias nutricionais especificas, mas a perda de gordura de forma generalizada e a tonificação muscular podem melhorar a condição

A prática de atividade física é fundamental porque ajuda a aumentar a massa muscular e a diminuir a gordura ajudando a eliminar líquidos em excesso e estimulando a circulação.

A celulite é muito potenciada pelo:  tabaco, má nutrição (excesso de açucares e gorduras más, consumo de refrigerantes), ingestão de alimentos processados; anticoncecionais hormonais especialmente os que contenham hormonas sintéticas que o nosso organismo não reconhece bem, o que leva a uma deposição de gordura nomeadamente nas ancas e coxas e a uma retenção de líquidos que proporciona a celulite.

Conselhos sobre a celulite: o maior número de hábitos saudáveis que em jovem/adolescente possam ter, podem influenciar de forma positiva o não aparecimento de celulite. É mais dificil retirar celulite, do que sua prevenção, por isso jogue sempre pelo seguro e previna. As pessoas que têm celulite só a têm porque têm tecido gordo, logo se ele diminuir, diminuirá, também, a celulite.

O exercício é essencial porque ajuda a aumentar a massa muscular e a diminuir a gordura ajudando a eliminar líquidos em excesso e estimulando a circulação, logo se ainda não iniciou uma rotina de exercício físico, nunca é tarde, mas lembre-se que deve sempre treinar respeitando a individualidade e, de preferência, com a supervisão de um profissional credenciado.

MÚSCULOS FRACOS AUMENTAM O RISCO DE LESÃO NO JOELHO?

É muito comum com a idade (e não só) o aparecimento de dores no joelho que podem estar associadas a lesões na cartilagem das articulações dos joelhos e dos tecidos circundantes, mas também a idade e o desgaste do dia a dia podem contribuir para isso. Estas dores denominam-se Osteoartrite.

Será que podemos evitar o aparecimento da Osteoartrite? Será que o exercício tem um papel importante na diminuição de risco da osteoartrite?

Uma meta análise realizada por Britt Elin Øiestad  et al, (2022), com estudos longitudinais com, pelo menos 2 anos de acompanhamento e cerca de 46.819 participantes, teve como objetivo verificar se havia associação entre a fraqueza muscular extensora do joelho e o risco de ocorrência de osteoartrite de joelho em mulheres e homens.

De acordo com os resultados, um homem com quadríceps fraco tem um risco 43% maior de desenvolver osteoartrite sintomática. Nas mulheres, os resultados foram piores, com aumento de 85% do risco.

Ou seja, pessoas com menos massa muscular têm mais risco de ter osteoartrite, como tal deve usar o exercício físico como estratégia preventiva para reduzir o risco do aparecimento de osteoartrite, e mesmo terapêutica para diminuir os sintomas e prevenir o seu aumento

Não tenha medo de realizar exercício físico, nunca é tarde para iniciar uma rotina de treinos/exercício físico, mas lembre-se que deve sempre treinar respeitando a individualidade e, de preferência, com a supervisão de um profissional credenciado.

JÁ OUVIU FALAR DE RETENÇÃO DE LIQUIDOS?

RETENÇÃO DE LIQUIDOS sintomas E COMO COMBATER?

A retenção de líquidos é uma acumulação de líquido, maioritariamente água, intra e intercelular, ou seja, dentro e fora das células, principalmente nas células de gordura, originando inchaço no organismo e consequente aumento do peso.

Embora a retenção de líquidos possa acontecer em quase todos os adultos, é na mulher em idade de pré-menopausa que geralmente é mais acentuada.

Os sintomas de retenção de líquidos podem incluir:

Inchaço das partes do corpo afetadas (pés, tornozelos e mãos são comumente afetados)

Dor nas partes do corpo afetadas e rigidez articular

Ganho de peso rápido em alguns dias ou semanas

Flutuações de peso inexplicáveis

Quando pressionada, a pele pode segurar o recuo por alguns segundos (edema de corrosão), mas em outros casos, a pele pode não apresentar um recuo quando pressionada (edema sem corrosão).

 

Algumas das muitas causas comuns de retenção de líquidos incluem:

  • Gravidade – Ficar de pé por longos períodos de tempo permite que o fluido “se acumule” nos tecidos da perna
  • Clima quente – o corpo tende a ser menos eficiente na remoção de fluidos dos tecidos durante os meses de verão
  • Ciclo menstrual – algumas mulheres apresentam edema nas duas semanas anteriores à menstruação
  • Gravidez – as hormonas estimulam o corpo a reter o excesso de líquido
  • Pílula – anticoncecionais orais que incluem estrogênio podem desencadear a retenção de líquidos
  • Deficiência Alimentar – como por exemplo proteína ou vitamina B1 (tiamina) insuficiente na dieta
  • Medicamentos – certos medicamentos, incluindo medicamentos para hipertensão (anti-hipertensivos), corticosteroides e anti-inflamatórios não-esteroides (AINEs) são conhecidos por causar retenção de líquidos
  • Insuficiência venosa crônica – válvulas enfraquecidas nas veias das pernas não conseguem devolver o sangue de forma eficiente ao coração. A acumulação de sangue pode resultar em veias varicosas.

Como combater retenção líquidos:

  • Reduza a quantidade de sal na dieta; e evite alimentos ricos em sal.
  • Evitar bebidas com gás e ricas em açúcar;
  • Os suplementos podem ajudar no caso de retenção de líquidos causada pelo ciclo menstrual: por exemplo, cálcio, magnésio, manganês, óleo de prímula e árvore casta.
  • Beba muita água. Pode parecer contraditório, mas um corpo bem hidratado tem menos probabilidade de reter líquidos.
  • Optar por alimentos com muita água e pouco açucarados;
  • Praticar atividade física com regularidade;
  • Equilibrar o perfil hormonal;

Em relação ao exercício também pode ajudar porque a contração muscular durante o exercício físico facilita a circulação sanguínea, e também porque a transpiração causada pelo exercício ajuda na eliminação do excesso.

Ficam aqui muitos conselhos para ajudar a diminuir a retenção de líquidos, e já sabe, se quiser iniciar uma rotina de treinos/exercício físico, lembre-se que deve sempre treinar respeitando a individualidade e, de preferência, com a supervisão de um profissional credenciado.

Pouco tempo para treinar?

Será que com 30m de treino consigo ter resultados significativos?

Num estudo realizado por João Pedro A Naves et al, 2018, foram testados os resultados de treino de cerca de 30m três vezes por semana durante 8 semanas em mulheres jovens saudáveis, utilizando o método High-Intensity Interval Training (HIIT), e o método Sprint Interval Training (SIT). Não houve alteração na dieta das pessoas.

Passadas 8 semanas ambos os grupos (HIIT e SIT), melhoraram nas medidas antropométricas e na aptidão cardiorrespiratórias, tendo no grupo SIT maiores reduções na soma das dobras cutâneas.

Por isso com treinos de 30m por sessão os resultados apareceram mesmo sem alterar a alimentação.

Este estudo comprova que o tempo não deve ser uma desculpa para não treinarmos, importa mais a qualidade do treino do que o tempo de treino.

Se ainda não treina está na altura de começar e deixar as desculpas de lado para tal, deve sempre treinar respeitando a individualidade e, de preferência, com a supervisão de um profissional credenciado.

 

O exercício pode proteger o seu cérebro, mesmo que tenha sinais de demência, revela um estudo

Um estudo publicado na Alzheimer’s & Dementia: The Journal of the Alzheimer’s Association, comprovou que o exercício físico aumenta os níveis de uma proteína conhecida por fortalecer a comunicação entre as células, mesmo para pessoas que já tenham sinais de demência.

Já sabemos que o exercício é essencial para todas as pessoas. Tem-se provado que fazer exercício melhora quase todos os órgãos do corpo, luta contra quase todas as doenças diagnosticadas pelos médicos e melhora quase todos os problemas de saúde com os quais talvez viva diariamente.

“Quanto maior a atividade física, maior o nível de proteínas sinápticas no tecido cerebral. Isto sugere que cada movimento conta, no que diz respeito à saúde cerebral”, diz Casaletto.

“Recomendamos cerca de 150 minutos semanais de atividade física. Estudos anteriores demonstraram que até mesmo andar reduz o risco de perda cognitiva”, acrescentou Casaletto.

Apesar do estudo não poder estabelecer uma relação de causa efeito, Casaletto olha de forma muito positiva para ele, e afirma que o “funcionamento sináptico pode ser um caminho através do qual a atividade física promove a saúde cerebral”.

Mais um estudo que comprova a importância do exercício físico na nossa vida, não só como prevenção de doenças, mas de uma melhor qualidade de vida.

 E você, já faz exercício físico no mínimo 2 a 3 vezes por semana?

Senão deve começar a faze-lo, como pode ver pelo artigo, nunca é tarde para começar mas, para tal, deve sempre treinar respeitando a individualidade e, de preferência, com a supervisão de um profissional credenciado.