personal trainer Algarve

Sabia que …

Uma hora por dia em frente à TV aumenta o risco de sobrepeso em crianças.

Um estudo realizado nos EUA com crianças entre os 5 e 8 anos de idade mostra que um pequeno período de uma hora a ver televisão está associado a um maior risco de obesidade (47%), em relação aos que passam menos tempo em frente à televisão.

A conclusão contraria as diretrizes da American Academy of Pediatrics. A instituição recomenda que as crianças passem no máximo duas horas por dia em frente à televisão. Mark DeBoer, professor de pediatria e coordenador do estudo espera que os seus dados possam ajudar a mudar essa indicação até uma hora diária.

A obesidade infantil é um problema de saúde pública. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2013, 42 milhões de crianças com menos de cinco anos estavam acima do peso.Entre as crianças portuguesas, a OMS apresenta os seguintes valores: com sete anos de idade 40,5% dos rapazes e 35,5% das raparigas têm excesso de peso. A obesidade, na mesma faixa etária, é menor, 16,7% e 12,6%, respetivamente.

É essencial estimular as crianças a realizarem atividade física e a serem mais ativas, o futuro delas agradece.

Texto de João Martins

Artigo Relacionado : Sabia que, estudo relaciona falta de sono e obesidade infantil

Personal Trainer Algarve

Treino Cardiovascular, sim ou não?

Hoje em dia, e cada vez mais, o treino cardio vascular é visto como o parente pobre do exercício. É bom para os “velhotes”, os benefícios são muito poucos, o treino de alta intensidade e os treinos de força é que são bons?

Será mesmo assim?

Vamos ver quais os benefícios do treino cardiovascular:

Melhora a saúde do seu coração; O coração é um músculo, se trabalhar pouco, vai atrofiar, logo tem de ser estimulado. A forma mais saudável de “trabalhar” o coração, é fazer o tipo de exercício que o faz bater mais rápido mas de uma forma regular, ou seja, que o faz ter o mesmo batimento durante mais tempo – Treino cardiovascular é o mais indicado para este tipo de treino

Melhora o perfil hormonal; O treino cardiovascular muda consideravelmente o perfil hormonal do seu corpo. Muitas vezes os treinos de alta intensidade e mesmo de força, criam muito stress ao organismo que, em reação a esse stress, liberta hormonas que não nos dão uma sensação de bem-estar. O treino cardiovascular, como não cria tanto stress no organismo, liberta outro tipo de hormonas que nos dão uma sensação de bem-estar.

Melhora a memória; Segundo um estudo publicado no British Journal of Sports Medicine, o exercício aeróbio regular parece aumentar o tamanho do hipocampo, uma parte do cérebro associada à memória.

Reduz a Gordura Visceral; A gordura visceral aumenta o risco de doenças crónicas, como a diabetes e doenças cardíacas. Segundo um estudo da Universidade de Duke, o exercício físico regular (principalmente o cardiovascular) reduz a gordura visceral.

O exercício cardiovascular não é o melhor nem o pior exercício, é muito importante conjugar várias estratégias no nosso treino e não negligenciar nenhuma por considerarmos que não tem efeito para nós.

Quanto mais variado for o treino, maior a nossa adaptação e maiores os nossos ganhos.

Texto João Martins

Artigo Relacionado : Exercício Físico deixa-nos mais novos |Treino intervalado versus treino continuo

Personal trainer joao martins

Sabia Que …

O consumo de bebidas light aumenta a circunferência abdominal em idosos

Um novo estudo publicado no Journal of the American Geriatrics Society, demonstra que a ingestão de refrigerantes light está diretamente ligada a um aumento da gordura abdominal em adultos com 65anos ou mais.

Estas descobertas levantam preocupações sobre a segurança do consumo crónico de bebidas light, pois o aumento da gordura abdominal aumenta o risco de síndrome metabólica e doenças cardiovasculares.

Os autores do estudo recomendam às pessoas mais velhas que ingerem bebidas light diariamente que deixem de o fazer pois estão a ingerir bebidas adoçadas artificialmente.

Texto João Martins

Artigos Relacionados : Bebidas diet não têm calorias mas têm outros problemas | Porque a barriga não diminuiu

190628996696832209_oL7jho8c_c_large

O exercício físico deixa-nos mais novos

Os benefícios do exercício físico são fortalecer músculos, evitar doenças crónicas, e fazer a roupa “encaixar” melhor – entre outros. Mas há outro beneficio que a prática do exercício físico desperta que é parecer mais novo do que realmente é (seja por dentro, ou por fora). O exercício físico pode melhorar a sua saúde ao ponto de olhar para o espelho e se sentir mais jovem.

Veja alguns efeitos físicos e mentais que o exercício nos traz

Mais força e energia; O exercício coloca o seu corpo num estado de entusiasmo, que se traduz em mais vitalidade e numa maior sensação de bem-estar. As tarefas diárias tornam-se mais fáceis e requerem menos esforço.

Exercício aumenta o desejo sexual; O exercício físico aumenta o fluxo sanguíneo em todo o corpo, e esse aumento faz com que a pessoa se sinta mais ágil, aumentando também a excitação, diz Mary Jane Minkin, MD, professora clÍnica de obstetrícia e ginecologia na universidade de Yale School of medicine. O exercício físico também dá mais confiança e autoestima em relação ao seu corpo, e que provoca uma atitude mais sexy, diz Dr Minkin.

Exercício mantem a sua pele mais macia; O exercício cria substancias corporais que ajudam a retardar o envelhecimento da pele, segundo um estudo realizado na Universidade de McMaster.

Exercício melhora a sua postura; Com a idade perdemos massa muscular e a nossa postura vai-se alterando. Um treino de força (exemplo) ajuda a aumentar a massa muscular, aumenta a densidade óssea, e melhora a postura. Assim a pessoa fica menos curvada, anda mais direita e aparenta ser mais alta.

Exercício melhora o seu estado de espirito; As endorfinas são como opiáceos naturais. Durante o exercício físico são libertadas muitas endorfinas, desencadeando alterações em alguns neurotransmissores ligados a sensações de prazer, como a dopamina. Por isso, no final do treino sentimo-nos muito cansados mas, ao mesmo tempo muito bem-dispostos e felizes.

Exercício ajuda a dormir melhor; dormir bem ajuda todos os sistemas do nosso corpo a funcionar, diminuindo o stress. O exercício ajuda a dormir mais tranquilamente, como comprova o estudo publicado Journal Mental Health and Physical Activity. O estudo diz ainda que 150 minutos de exercício por semana melhoraa a qualidade do sono em 65%.

Exercício retarda o envelhecimento celular; Segundo Estudos recentes, há uma ligação entre o exercício regular e o alongamentos dos telómeros (fileiras que se encontram nas extremidades dos cromossomas), o que sugere que o exercício pode retardar “relógio biológico “para que possamos viver mais tempo.

Exercício reduz a gordura visceral; A gordura visceral aumenta o risco de doenças crónicas, como a diabetes e doenças cardíacas. segundo um estudo da Universidade de Duke, o exercício físico regular (principalmente o cardiovascular) reduz a gordura visceral.

Artigo relacionado | Tipos de Gordura

Exercício melhora a memória; Segundo um estudo publicado no British Journal of Sports Medicine, o exercício aeróbio regular parece aumentar o tamanho do hipocampo, uma parte do cérebro associada à memória.

Exercício torna o seu coração mais eficiente; Os músculos do nosso corpo vão enfraquecendo com a idade, por isso, precisam de trabalhar mais para bombear o sangue para todo o corpo, acumulando mais stress e deixando-nos mais cansados e sem fôlego. O exercício físico torna o seu coração mais forte fazendo com que o sangue seja bombeado para todo o corpo de uma forma mais eficiente

O exercício é muito importante, melhora a nossa saúde, melhora o nosso aspeto, melhora a nossa mente, melhora a nossa pele. Quando bem feito só nos faz bem! Por isso do que esta a espera para começar?

Texto de João Martins

Artigo relacionado | Beneficios do Exercício Físico

PErsonal trainer joao martins

Sabia que …

Estudo relaciona falta de sono e obesidade infantil

Um estudo* realizado pela Harvard Medical School, nos Estados Unidos e divulgado em 2014, relacionou a privação de sono com a obesidade infantil. O estudo demonstrou predomínio de obesidade 2,6 vezes maior entre as crianças que dormem menos do que o recomendado para sua idade

Os cientistas consideraram que doze horas diárias É o mínimo que as crianças de seis meses a dois anos de idade devem dormir; mínimo de dez horas para três e quatro anos; e mínimo de nove horas para cinco a sete anos.

A explicação para o resultado seria a influência do sono nas hormonas que controlam a fome e a saciedade, as más escolhas de alimentos para matar a fome (causada pela privação do sono) ou rotinas domésticas que diminuem a vontade de dormir e aumentam o consumo de comida. Sono insuficiente pode também oferecer mais “oportunidades” para comer, especialmente se o tempo é gasto em atividades sedentárias, como assistir TV.

Os médicos pediatras podem ensinar aos pais e aos filhos maneiras para que as crianças tenham uma melhor noite de sono, incluindo determinar o horário de dormir, limitar o consumo de alimentos com cafeína no fim do dia e cortar distrações tecnológicas na cama”.

Crie hábitos saudáveis aos seus filhos desde pequeninos.

Texto de João Martins

 *http://pediatrics.aappublications.org/content/early/2014/05/14/peds.2013-3065.full.pdf+html

Grande Reportagem SIC, somos o que comemos

Grande Reportagem Interactiva “Somos o que comemos “

As mensagens e factos mais importantes desta excelente reportagem :

  • Adolescentes apresentam doenças de adultos – diabetes e colesterol elevado;
  • Uma criança de 10 meses pesava 21 kilos
  • A maior parte dos cancros são associados a má alimentação, entre outras doenças tais como, Diabetes tipo II, hipertensão arterial, aumento colesterol e aumento ácido úrico;
  • Crianças de 2 e 3 anos já comem doces todos dias;
  • Alimentação inadequada retira mais anos de vida saudável que o tabaco e as drogas;
  • As células gordas (adipocitos) que ganhamos em excesso na infância nunca mais perdemos;
  • Mãe diz “não vou jogar as fotos dele fora (como ele queria), para o meu filho se lembrar de como era em criança, para ele não fazer aos filhos dele o que eu fiz a ele”;
  • Há sempre tempo para reverter o processo;
  • Não se pode dissociar o exercício da alimentação;
  • Dois irmãos gémeos, comem praticamente o mesmo, mas um faz exercício e o outro não, o que faz exercício perdeu mais 15kg que o irmão que não faz. O irmão que não faz exercício diz “mas ele come mais vezes que eu” ;
  • Há transmissão da obesidade e adiposidade da mãe para o filho;
  • Houve uma redução da carga horário da disciplina de Educação fisica, e a disciplina deixou de contar para e média final de ano. Médico diz ” autentico desastre como estratégia de promoção da saúde” ;

Mais uma vez, parabéns a SIC pela grande reportagem. #somosoquecomemos

Texto João Martins

Artigos relacionados Porque estamos a engordar? Parte I | Porque estamos a engordar? Parte II