joao martins personal trainer algarve

Sabia que …

Fazer exercício físico retarda o envelhecimento

Um estudo americano realizado por investigadores das Universidades do Mississipi e da Califórnia mostrou que a prática de atividade física reduz a deterioração celular.

O estudo comprovou que a prática de atividade física (em qualquer quantidade) retarda a diminuição do comprimento dos telômeros. Os telômetros são pequenas cápsulas encontradas no final de cadeias de DNA que o protegem contra possíveis danos causados pela divisão e replicação celular. À medida que as células envelhecem os telômeros naturalmente encurtam e desgastam-se.

Também é importante acautelar que o desgaste destas estruturas pode ser acelerado por fatores como obesidade, tabagismo, insônia, diabetes e outros aspetos relacionados com o estilo de vida. As informações são do jornal americano The New York Times.

Para surpresa dos investigadores, a associação entre a prática de atividade física e o tamanho dos telômeros foi mais forte entre as pessoas com idades entre os 40 e os 65 anos. Segundo eles, essa descoberta sugere que a meia-idade pode ser um momento chave para iniciar ou manter um programa de exercícios para afastar os telômeros de encolhimento.

Texto de João Martins

Artigos relacionados : O exercício físico deixa-nos mais novosO impacto que o descanso tem na saúde, fitness e bem estar

joao martins personal trainer algarve

Sabia que …

A espectativa de vida global aumentou, mas a saúde e a qualidade de vida estão em declínio.

Uma investigação publicada recentemente no periódico científico Lancet mostrou que, apesar de todos os avanços da ciência, da medicina e da tecnologia, a qualidade de vida do ser humano continua baixa. Este estudo teve duração de 23 anos e foi feito em 188 países, e mostrou que enquanto a expectativa de vida aumentou seis anos desde 1990, a saúde e a qualidade de vida estão em declínio.

E poquê? Porque de acordo com o estudo, a maioria das pessoas que vive nos países com as maiores expectativas de vida está passando esses anos adicionais de vida doente ou hospitalizada. De acordo com os autores, as principais causas que contribuem com o maior grau de perda de saúde são doenças cardiovasculares, infeções respiratórias e problemas psiquiátricos, como depressão. Segundo eles, todas estas doenças poderiam ser prevenidas com a adoção de um estilo de vida mais saudável.

Nos países com as maiores expectativas de vida ocorre uma maior prática de atividade física, além da ingestão de alimentos frescos e cultivados localmente. As pessoas que vivem nestes locais também têm o hábito de andar a pé quando precisam ir a algum lugar, praticam jardinagem e voluntariado e cuidam de membros da família. A vida é vivida a um ritmo muito mais lento e as conexões familiares e comunitárias são muito mais fortes do que em outras partes do mundo.

Já os lugares com expectativas de vida mais baixas são marcados pela predominância de empregos sedentários, isolamento social, disparidades socioeconómicas, stress crónico, dietas ricas em alimentos processados e de baixo valor nutricional e vida sedentária.

Texto de João Martins

Artigos Relacionados : O Impacto que o descanso tem na saúde, no fitness e no bem estar | Níveis de aptidão física baixa e valores altos de gordura corporal em crianças podem levar a artérias rígidas, primeiro sinal de doença cardíaca

personal trainer algarve joão martins

Existem bons Hidratos de carbono?

Os hidratos de carbono são sempre vistos como os maus da fita, o inimigo público número 1. Os hidratos de carbono são a nossa fonte de energia, fornecem ao corpo a energia necessária à atividade física, ao dia a dia, e ao funcionamento correto dos órgãos. A melhor fonte de hidratos de carbono fornece vitaminas e minerais essenciais, fibras e uma série de fitonutrientes importantes. Alguns HC promovem a saúde enquanto outros, quando consumidos regularmente e em grandes quantidades aumentam o risco de diabetes e de doença cardíaca coronária. É importante saber escolher os melhores HC.

Veja uma seleção de HC complexos, pouco calóricos e muito ricos nutritivamente.

- Ervilhas –As ervilhas fornecem nutrientes que são importantes para a manutenção da saúde óssea. São uma boa fonte da vitamina K, ácido fólico, vitamina B6 e C. São ricas em proteína e pouco calóricas.

- Feijão –É rico em proteína, potássio, amido resistente, vitaminas do complexo B, ferro, magnésio. É pouco calórico.

- Milho –É rico em ácido fólico, vitamina B1, fibras e não contêm glúten. É um HC complexo por isso contem poucas calorias

- Aveia -Rica em fibra solúvel e insolúvel, vitaminas do complexo B, zinco, silício, selênio, ferro, magnésio, fósforo e cobre. Também é rico em proteínas (apesar de ser um HC). Um dos handicaps da aveia é ser rica em glúten.

- Batata doce –Um alimento muito nutritivo, é um HC complexo com baixo nível glicémico. É rica em fibras, é uma boa fonte de ferro, vitamina C e potássio, além de apresentar alto teor de vitamina E, e conter vitamina A e C

- Legumes –Sim, os legumes também são hidratos de carbono. São HC complexos e fornecem vitaminas, minerais e fibras. Podemos destacar a vitamina A, C e as do complexo B, e os minerais cálcio, ferro, potássio e magnésio. Também encontramos fibras solúveis e as insolúveis. São muito pouco calóricos.

Evite hidratos de carbono simples o pão branco, arroz branco, doces, refrigerantes e outros alimentos processados. Se quiser continuar a optar por hidratos carbono habituais (arroz, massa e pão), opte pelas versões integrais.

Os hidratos de carbono não são o inimigo número 1 de uma dieta saudável, é necessário é escolher bem.

Texto João Martins

Artigos Relacionados : Dicas de alimentação que podem fazer a diferença na sua vida | Alimentação Saudável VS Programas nutricionais

joao martins personal trainer Algarve

Sabia que …

As redes sociais podem motivá-lo a fazer exercício físico?

Um novo estudo conduzido por investigadores da Universidade da Pensilvânia e publicado na Prevention Medicine Reports, descobriu que as redes sociais podem realmente ajudá-lo a ficar mais motivado para treinar.

Os resultados indicam que mesmo uma exposição mínima nas redes sociais pode ter um forte impacto motivacional.

Mais uma vez se comprova que quando bem utilizadas, as redes sociais podem ter um bom impacto na vida das pessoas.

Relembro que a obesidade é considerada a epidemia do seculo 21 e se as redes sociais podem ajudar a combater essa epidemia, então vamos utilizá-las.

Texto de João Martins

Artigos Relacionados : Sabia que a musica estimula o desempenho da atividade física | Sabia que 69% dos adultos portugueses não pratica exercício físico

joao martins personal trainer algarve

Mitos populares em que não deves acreditar

Quando se fala de exercício físico há muita informação na internet e muita dessa informação contradiz-se uma à outra. É um dos grandes problemas da internet, ela diz aquilo que as pessoas querem ouvir (neste caso ler). Apesar das várias dicas de exercício que existem, nem todas são incorretas, o difícil é filtrar essa informação. Para ajudar a filtrar alguma dessa informação decidi escrever este artigo onde tento desmistificar alguns dos mitos populares em relação ao exercício.

Os mitos :

Treino com pesos aumenta o volume.O treino com pesos é uma componente importante num plano de treino, independentemente do sexo. O treino com pesos vai ajudá-lo a gastar mais calorias durante o dia e a manter o seu metabolismo acelerado, devido ao aumento de massa muscular. Só irá aumentar muito o volume muscular se estiver a comer um número excessivo de calorias diárias e se tiver levantando pesos muito pesados. Se não estiver a fazer isso, não precisa de se preocupar com o aumento do volume muscular.

Pesar-se todos os dias para medir a sua evolução.O peso corporal pode variar muito devido ao seu nível de hidratação, ingestão de sal etc.. Além disso o peso não indica se o aumento ou diminuição de peso está relacionado com o aumento de gordura, massa muscular, perda de água, etc. O próprio peso pode oscilar consoante a hora do dia a que se pesa, ciclo menstrual, etc. Preocupe-se mais em saber se se sente melhor, se está mais forte ou mais energético.

Não treine só uma parte do corpo.Mesmo que só queira trabalhar uma parte do corpo, pois é essa que não gosta tanto, ou essa é uma “área problemática”, precisa de trabalhar o corpo todo na mesma. A melhor forma de o conseguir é combinar de uma forma consistente exercícios cardiovasculares, com exercícios de musculação, exercícios com pesos e exercícios com o peso do corpo.

Como bem, não preciso de fazer exercício.Os benefícios do exercício físico vão bem mais longe do que a aparência física. Realizar exercício físico diário mantém a mente saudável, estimula o seu cérebro, ajuda a prevenir doenças cardiovasculares e diabetes. Comer de forma saudável e fazer exercício físico são o melhor remédio para prevenir doenças.

É preciso treinar no mínimo 1 hora no ginásio para obter resultados.Não há razão para evitar o ginásio se apenas tem 30m para treinar. Use esses 30 m minutos para fazer um treino de alta intensidade que inclua cardio e exercícios musculares. Um treino desse tipo várias vezes por semana pode ser mais eficaz do que um treino semanal de uma hora.

É preciso treinar de estômago vazio para perder gordura.Ao contrário da crença popular, não é necessário treinar de estômago vazio. Vários estudos já demonstraram que se queima a mesma quantidade de gordura, treinando de estômago vazio ou com comida no estômago. Treinar com alguma energia no estômago faz como que os músculos tenham mais energia durante o treino.

Esqueça os mitos, ou as crenças populares, lembre-se que mais vale pouco e bem, e quanto mais variado o exercício, melhor.

Texto João Martins

Artigos relacionados: Mitos de alimentação e nutrição |Mitos relacionados com o exercício fisico

joao martins personal trainer algarve

Sabia Que…

Níveis de aptidão física baixa e valores altos de gordura corporal em crianças podem levar a artérias rígidas, primeiro sinal de doença cardíaca.

Um estudo realizado pelo Instituto de Biomedicina da Universidade do Leste da Finlândia, a Atividade Física e Nutrição no Estudo «Crianças», mostrou que baixos níveis de atividade física, aptidão física mais fraca e maior gordura corporal estão associados aos primeiros sinais de doença cardiovascular.

De facto, o estudo mostrou que as crianças com fraca aptidão física, em conjunto com uma percentagem de gordura corporal elevada ou baixos níveis de atividade física, também tinham as artérias mais rígidas. Em comparação, as crianças que estavam mais ativas fisicamente ou que tiveram a melhor aptidão física tinham as artérias mais flexíveis e melhor capacidade de dilatação arterial. Em geral, a pesquisa aponta para o facto de que uma intervenção no estilo de vida na infância poder reduzir o risco de doenças cardiovasculares mais tarde na vida de adulto. Além disso, o estudo destacou que a maior aptidão física de uma criança, melhora a sua saúde arterial. Isto sugere que incentivar as crianças a praticar exercícios de alta intensidade, seja em eventos desportivos organizados, ou durante atividades de lazer, pode ser benéfico para a saúde arterial do jovem.

Este estudo foi publicado no Scandinavian Journal of Medicine and Science in Sports.

Texto de João Martins

Artigos Relacionados : As crianças comem mais quando estão tristes | Uma hora por dia em frente a TV aumenta o risco de sobrepeso em crianças